Alan Rick é titular de Comissão da Câmara que busca retomada de voos para a região Norte

A luta por melhores condições e opções de voo para os passageiros da região Norte, especificamente para os acreanos, é uma das prioridades do mandato do deputado federal Alan Rick (PRB). Nesta terça-feira, 5, Rick participou da primeira reunião da Comissão Externa sobre Cancelamento de Voos na Região Norte, na Câmara dos Deputados. Criada e instalada no dia 30 de março, a Comissão é formada por 16 deputados, Alan é o único parlamentar acreano no grupo.

O colegiado tem o objetivo de acompanhar e fiscalizar o cancelamento de voos nas cidades da Região Norte. A reestruturação econômica promovida pelas companhias aéreas tem reduzido significativamente a oferta de voos em várias cidades brasileiras, e o Estado do Acre foi um dos mais prejudicados.

“O Acre sempre teve pouca oferta de voos e as passagens aéreas mais caras do país e agora, com a crise no setor, esses cancelamentos na malha aérea. A Azul já deixou de operar para Rio Branco e a Gol já avisou que vai interromper o trecho Rio Branco/ Porto Velho a partir de maio. Não podemos diminuir voos, precisamos é aumentar a oferta de voos, inclusive diurnos, para que o povo acreano tenha um serviço digno”.

E, para tratar desse assunto, a comissão externa pretende fiscalizar os procedimentos adotados tanto pelas companhias aéreas como pela Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac), com a realização de audiências públicas para ouvir a população e as empresas do setor. Em seguida será elaborado pelo colegiado propostas para regulamentar e incentivar a oferta de voos para a Região Norte.

E o parlamentar acreano já pautou as ações para a próxima reunião, dia 12 de abril. Ele elaborou e já vai apresentar um requerimento na próxima reunião convocando o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Ricardo Berzoini, o ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Mauro Ribeiro Alves, representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

“Vamos fazermos um amplo debate e medidas serão tomadas para que as companhias aéreas que operam no Acre retomem esses voos. Vamos precisar de uma ampla rede de ajuda agora e buscaremos sensibilizar os órgãos de controle, a Anac, Infraero e os próprios ministros para que vejam a situação da região Norte com muito cuidado. Em um momento de crise como esse não podemos ficar isolados do Brasil”, finaliza Alan.

Assuntos desta notícia