Pular para o conteúdo

Rio Acre ultrapassa 14 metros em Rio Branco; Duas famílias são retiradas de casa

O Rio Acre continua subindo em Rio Branco. Nesta quarta-feira, 8, as águas marcaram 14,09 metros, de acordo com a medição feitas as 12h. Segundo o Corpo de Bombeiros, a situação é delicada em todo o estado.

Na capital acreana, duas famílias precisaram ser retiradas de suas casas. As famílias do bairro Base e do Airton Sena foram encaminhadas para casa de familiares. Vale ressaltar que abrigos já foram montados no Parque de Exposições Wildy Viana para receber possível desabrigados.

O major Cláudio Falcão afirma que a previsão é de muita chuva para os próximos dias em todo o estado. “Estamos em atenção máxima em todos os municípios devido a quantidade de chuvas”.

No município de Brasileia, o Rio Acre transbordou e atingiu 11,62 metros. Até o momento, mais de 14 famílias precisaram ser retiradas de casa. A cota de alerta no município é de 9,8 metros e a de transbordo, 11,4 metros. Três bairros já foram atingidos pelas águas.

Em Xapuri, o manancial não chegou a cota de alerta, mas marcou 11,9 metros nesta quarta. A cota de alerta é de 12,5 metros e a de transbordo 13,4 metros.

Em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do estado, o nível do Rio Juruá apresentou vazante e marcou 12,8 metros. Porém, as águas continuam acima da cota de alerta, que é de 11,8 metros. A cota de transbordo é de 13 metros.

Cheia do Rio Acre já era esperada

De acordo com o meteorologista do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Luiz Alves, a cheia do Rio Acre já era esperada. Conforme previsões, as águas podem chegar de 15 a 16 metros em Rio Branco.

Apesar do nível esperado, o pesquisador descarta a possibilidade de uma enchente histórica, como a que ocorreu em 2015, quando o manancial atingiu 18,40 metros no mês de março.