Major Rocha será investigado pelo MP após cancelar punição a policial militar

O vice-governador Major Rocha será investigado pelo Ministério Público do Acre por suposta prática de abuso de poder ao anular as punições imputadas à policial militar Raquel Santos de Souza, por meio de decreto governamental, em maio deste ano. A anulação foi divulgada em primeira mão pelo portal Notícias da Hora.

A instauração do inquérito de investigação, segundo publicado no Diário Eletrônico do Ministério Público, leva em conta os quatro procedimentos em que Raquel fora citada. Rocha cancelou os procedimentos investigativos e justificou isso por se tratar de “injustiça” contra a militar acreana. Fato que não convenceu o Ministério Público.

Ao explicar o ato, Major Rocha afirmou que tomou a decisão após analisar as punições adotadas contra a policial acreana. “Percebi indícios que me convenceram do uso do poder de forma indevida por parte do comandante dela a época. Esse mesmo oficial de ego ferido exerce forte influência na Associação dos Oficiais e orientou a ida da entidade ao Ministério Público que deve fazer seu trabalho”, escreveu no facebook.

A investigação ficará à cargo da promotora Myrna Teixeira Mendoza, responsável pela 1ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público, Fiscalização das Fundações e Entidades de Interesse Social, a mesma promotora que recomendou ao governo o não pagamento do adicional de titulação aos militares acreanos. (Notícias da Hora)

Assuntos desta notícia