Com cheias dos rios, governo decreta situação de emergência

Com o registro oficial de centenas de famílias afetadas pelas cheias dos rios que cortam o Acre e possível piora com previsões de chuvas intensas até o mês de março, o governador Gladson Cameli declarou situação de emergência nas áreas dos municípios de Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Cruzeiro do Sul, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

Decreto Nº 8.029, publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado nesta terça-feira, 16, considera a influência de diversos fatores que comprometem a segurança, o bem-estar e as atividades socioeconômicas dos moradores nas regiões afetadas e que compete ao Estado providenciar medidas emergenciais, com o fim de garantir assistência e amenizar os transtornos causados pelas enchentes.

A medida institui a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cepdec) como a principal unidade gestora orçamentária, podendo ordenar despesas, movimentar contas bancárias ou fundos específicos para atender as necessidades das regiões afetadas pela adversidade. (Agência Acre)

Assuntos desta notícia