Pular para o conteúdo
Denúncias de assédio

Frank Lima presta queixa contra suposto membro de facção e se diz alvo de ‘montagem grotesta’

Secretário registrou boletim de ocorrência e disse que levará caso também à Polícia Federal

As capturas de tela com mensagens e um vídeo – por meio dos quais uma pessoa que, supostamente, pertence à facção criminosa – faz graves ameaças ao secretário municipal de saúde, Frank Lima,  é mais um episódio da saga que o gestor vem protagonizando, nos últimos dias, desde que se tornaram públicas denúncias de que ele praticaria assédio sexual contra servidoras de sua pasta.

Nas mensagens que teriam sido enviadas a Frank Lima, no último final de semana, o remetente diz que ele “mexeu” com a mulher de um “irmãozinho” – termo para se referir a outro membro da mesma facção – e que iria pagar por isso.

O fato já está nas mãos da polícia, segundo informou o secretário, que registrou Boletim de Ocorrência, nesta segunda-feira (26), em uma delegacia, informando que também apresentaria denúncia por crime de internet à Polícia Federal.

“São montagens grotescas para denegrir o meu trabalho. Quem tem Deus no coração e trabalha com seriedade, verdade e determinação, nada tem o que temer”, disse ele.

Institucionalmente, a Prefeitura de Rio Branco informou que trata-se de uma situação particular do secretário e que as providências, neste caso, das supostas ameaças, se restringem ao âmbito pessoal de Frank Lima.