Pular para o conteúdo
Crítica

Neném Almeida diz que Gladson governa de acordo com humor: “Não tem planejamento”

O deputado lembrou o polêmico episódio da pintura e repintura da caixa d’água do bairro Seis de Agosto

Os gastos com pintura e repintura de prédios públicos do Estado foi pauta na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Na sessão desta terça-feira (17), o deputado estadual Neném Almeida (Podemos), na tribuna, disse que o governador Gladson Cameli (Progressistas) “governa de acordo com o humor”, comparando com a situação do pessoal do cadastro de reserva da Polícia Civil, que reivindica que o governador cumpra a promessa de convocá-los depois ter ido a público anunciar novo concurso, ao invés de preencher as vagas com o pessoal disponível.

“É inadmissível que o governador vá dormir de noite com uma ideia e acorde de manhã com outra. Não tem planejamento, socorro! Socorram este governo porque quem paga o prejuízo é a população”, disse.



O deputado lembrou o polêmico episódio da pintura e repintura da caixa d’água do bairro Seis de Agosto, localizada no Segundo Distrito de Rio Branco, que no mês de junho recebeu uma pintura de cor azul e uma mensagem escrita de que o local havia sido palco de luta armada durante a Revolução Acreana. A ação repercutiu mal e o governador Gladson Cameli acabou recuando da decisão e decidiu mandar pintar de novo a caixa, dessa vez na cor prata. Os serviços teriam custado aos aos cofres do Estado mais de R$ 160 mil, considerando as duas pinturas, uma vez que uma foi de  R$ 82.601,00. Publicamente o governador chegou a declarar que devolveria o recurso de uma das pinturas ao erário.

Agora, de acordo com o deputado, ao custo de quase R$ 600 mil, o governo decide devolver ao estádio Arena da Floresta o nome e suas cores originais modificadas, em 2019, também para a cor azul, assim como o nome que foi alterado para Arena Acreana no começo do governo de Gladson Cameli. O parlamentar protocolou um requerimento à Mesa Diretora da Aleac pedindo informações sobre os gastos com a nova pintura do Estádio. “Nós precisamos saber se  existe algum convênio do governo com uma casa que vende tinta.”, indagou.

Sobre o assunto, o deputado estadual Gerlen Diniz (Progressistas) saiu em defesa do governador dizendo que pintura de prédios não é sua única atribuição, mas sugeriu: “Tem que mandar para a rua o responsável por esse desperdício de dinheiro público. Isso é um absurdo. Alguém tem que ser preso. Estão rasgando dinheiro e o governador tem que mandar demitir o responsável por isso.”, disse lembrando que é da base do governo, mas que a situação é inadmissível.

Edvaldo Magalhães (PC do B), que é da oposição, em aparte, foi mais enfático: “alguém precisa ser preso. Estão jogando dinheiro fora. É um crime que se comete.Se forem pintar de azul, pelo menos usem uma cor melhor, o azul de Nossa Senhora da Glória de Cruzeiro do Sul é mais agradável do ponto de vista do olhar e do sentimento.”, ironizou,

 

error: Conteúdo protegido!!!