Pular para o conteúdo
Feminicídio

Suspeito de matar jovem, a mando do namorado da vítima, é preso em Mâncio Lima

Prisão ocorreu na manhã desta terça-feira, 28, em Mâncio Lima. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu um homem, de 28 anos, que é o principal suspeito de ter matado Genágila Nascimento, de 26 anos, na cidade de Mâncio Lima, no Vale do Juruá, interior do estado. Ele foi encontrado na manhã desta terça-feira, 28, escondido em uma residência e junto foi apreendida a motocicleta da vítima, que ele havia roubado após o assassinato.

A jovem ficou desaparecida por três dias depois seu corpo foi encontrado em uma cova no Ramal do Chaparral, enterrada na lama com as mãos amarradas e com um tiro no peito, no dia 19 de setembro. O delegado José Obetânio informou que, segundo as investigações, o crime teria sido encomendado pelo namorado da vítima, presidiário, por acreditar que estava sendo traído.

Até o momento, as investigações apontam que o homem foi contratado pelo valor R$ 70 mil para sequestrar e matar Genágila. O delegado explica que o presidiário contactou outros dois homens para “contratar” o responsável pelo crime, que já tem passagem na polícia por estupro, estelionato e furto. Na sexta-feira, 17, em uma praça de Cruzeiro do Sul, a dupla entregou R$ 5 mil para o suspeito, que logo em seguida teria ligado para a vítima informando que o namorado dela havia enviado um dinheiro.

“Ela foi até a praça, de lá eles seguiram na moto dela para Mâncio Lima, pois ele alegou que o dinheiro estava lá. Os outros dois indivíduos que levaram o dinheiro foram seguindo para constatar o crime. Eles foram par ao Ramal do Chaparral, e ela chegou a perguntar se era uma emboscada. Teve uma luta corporal, mas ele estava armado. Ela tentou correr, mas ele conseguiu dominá-la, arremessou ela no chão, amarrou as mãos e atirou no peito dela”, detalha Obetânio.

Jovem ficou desaparecida por três dias até encontrarem o corpo em uma cova próximo ao balneário Chaparral, em Mâncio Lima.

Os outros dois homens que seguiram, escondidos, para confirmar o crime, fugiram e o suspeito roubou a moto da vítima e também fugiu. O delegado afirma que ele já estava planejando fugir para São Paulo por meio de uma facção criminosa. “Além dele, outras pessoas deverão ser presas a qualquer momento por envolvimento no crime”, afirma.

Leia mais em: Corpo de jovem que estava desaparecida há três dias é encontrado em cova rasa