Pular para o conteúdo
no Bujari

Comandados por ex-jogador de futebol, 7 são presos por tráfico de drogas, roubo e integrar grupo criminoso

"Operação Fim de Jogo" também apreendeu 260 pacotes de crack

As investigações da operação “Fim de Jogo” devem continuar e outros suspeitos já foram indentificados. (Foto: Polícia Civil)

Com a primeira fase da operação “Fim de Jogo”, da Polícia Civil, sete pessoas foram presas como integrantes de um grupo criminoso, na cidade do Bujari, no último sábado,23. Um dos presos foi um ex-jogador de futebol que é apontado como o principal líder da organização que é acusada por tráfico de drogas, roubos e porte irregular de arma de fogo.

A polícia não divulgou o nome do ex-jogador de futebol, mas enfatizou a responsabilidade dele nos crimes ocorridos na cidade. “Ele seria o grande responsável por coordenar, praticamente todos os crimes que vem ocorrendo na zona urbana da cidade (…) No total nós cumprimos 15 mandados de busca e apreensão e 7prisões, sendo 4 em flagrante delito e 3 temporárias. As investigações continuam, já identificamos outros integrantes desse grupo”, comenta o delegado Bruno Coelho.

As investigações começaram há cerca de seis meses e, além das prisões, a polícia apreendeu ainda 260 pacotes de crack, armas e dinheiro em espécie. Todos os suspeitos moram em Bujari e são considerados de alta periculosidade, pois possuem vasto histórico criminal.

260 pacotes de crack também foram apreendidos na primeira fase da operação.

Veja também: Profissional de educação física é preso em casa com mais de 10kg de cocaína