Pular para o conteúdo
Gazeta Indica #15

Sem tempo para maratonar séries? Confira produções curtas para você assistir no final de semana

Três produções da Netflix para você maratonar em pouco tempo!

Em tempos tão corridos, às vezes fica difícil acompanhar uma série com episódios longos e muitas temporadas. Separamos para você, algumas séries curtinhas que você pode assistir em um dia até. Bate aquele vazio depois, bate! Mas aí você ainda tem tempo para fazer tudo o que ainda precisar rs

Quer saber de todas as notícias em primeira mão? Entre no grupo de WhatsApp A Gazeta do Acre

 

Ninguém está Olhando (Netflix)

Série brasileira que ganhou o Emmy de melhor série cômica de 2020.

Produção nacional vencendora do Emmy Internacional de melhor série cômica, em 2020, “Ninguém está olhando” é uma divertida fantasia sobre os anjos da guarda ou melhor os “angelus”.  Com os ótimos Victor Lamoglia e Julia Rabelo, a série conta a história de Uli, o novato anjo da guarda do Sistema Angelus, que fica inconformado com a arbitrariedade das ordens que recebe diariamente. Ele, então, se rebela depois de fazer descobertas chocantes sobre a vida e as forças que governam o mundo.

De forma leve e despretensiosa, a série criada por Daniel Rezende apresenta uma perspectiva criativa sobre a vida humana e temas como destino e acasos, levantando reflexões sobre a ética e a moral.

São apenas oito episódios com cerca de 30 minutos cada. A série conta ainda com a Kéfera e o Projota no elenco.

Amizade Dolorida (Netflix)

Com episódios de 15 minutos, série tem duas temporadas lançadas.

Essa série é das mais curtas e uma das mais interessantes lançadas pela Netflix. Com duas temporadas lançadas (2019 e 2021), “Amizade Dolorida” apresenta episódios com, em média, 15 minutos de duração. A série vai além do sexo, que já é um tabu e se aprofunda na prática do sadomasoquismo e BDSM ( Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadomasoquismo), tudo com muito humor.

O seriado acompanha a história de Pete, um homem gay que busca oportunidade na comédia, mas acaba se tornando assistente da sua melhor amiga, Tiff, que trabalha como dominatrix. Com irreverência, a série colabora para quebrar vários preconceitos e abrir a mente com relação à sexualidade humana.

Baseada na vida de seu criador, Rightor Doyle, “Amizade Dolorida” foi criticada pelos praticantes do BDSM, o que fez com que a segunda temporada tivesse mais cuidado ao retratar tal universo.

A Vida e a História de Madam C.J. Walker (Netflix)

Octavia Spencer interpreta a personagem inspirada na primeira milionária negra self made dos Estados Unidos.

Lançada em 2020, a série é inspirada na história real da primeira milionária negra dos Estados Unidos, nos anos 1900.  Interpretada pela premiada atriz Octavia Spencer, Madam C.J. Walker construiu um império de produtos de beleza criando uma linha para cabelos crespos. O negócio começou aos poucos, quando ela começou sofrer com caspa e outros problemas no couro cabeludo. Walker conheceu uma produtora de produtos específicos para cabelos afro e começou a ser revendedora e aos poucos desenvolveu sua própria marca.

A série tem apenas 4 episódios, com cerca de 50 minutos cada e retrata os problemas enfrentados pela empreendedora, como o racismo e o preconceito de gênero.