Pular para o conteúdo
4 e 5 de Dezembro

Campeonato Acreano de Jiu-Jitsu 2021 terá premiação de R$ 2 mil no Ginásio do Sesi

As inscrições já estão abertas e devem ser feitas exclusivamente através de formulário online

Com o enfraquecimento da pandemia de covid-19, os grandes eventos estão sendo retomados aos poucos no Acre, e nos dias 4 e 5 de dezembro de 2021, será o momento dos grandes talentos do jiu-jitsu se reunirem no Campeonato Acreano de Jiu Jitsu 2021, que irá premiar o melhor atleta profissional com R$ 2 mil reais, no Ginásio do Sesi.

O campeonato já é tradicional no Acre e fortemente esperado pelos lutadores. Neste ano, o evento será limitado a 200 atletas cujas lutas serão divididas por categorias de idade, peso e graduação em três divisões: Campeonato Kids, Com Kimono e Sem Kimono. Além do tão sonhado grande prêmio no valor de R$ 2 mil reais para o melhor atleta profissional, os atletas da categoria amador serão premiados com medalhas, e as academias campeãs receberão troféus.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio do preenchimento de formulário online e já estão abertas, sendo o primeiro lote no valor de R$ 65,00 que foi aberto no último dia 5 e vai até o dia 15 de novembro e o segundo cuja taxa é de R$ 80,00, no prazo de 16 de novembro a 2 de dezembro. De acordo com a organização, a procura está tão alta que mais de 50 atletas se inscreveram já nas primeiras horas de abertura das inscrições que começaram na última sexta, dia 5, por isso, estima-se que as vagas se esgotem rapidamente.

Para competir, é necessário ser praticante de Jiu-Jitsu e ter a partir de 4 anos de idade. Embora o campeonato leve o Acre no nome, a competição não será restrita aos atletas do Estado, mas poderão disputar atletas de todo o Brasil e mundo. Desta forma, a organização espera movimentar também o setor de turismo.

Professor de jiu-jitsu, Leonardo Calid é um dos organizadores do evento (Foto: Arquivo pessoal)

Mesmo com o abrandamento da pandemia de covid-19, a organização ressalta que está atenta às medidas sanitárias para garantir um evento seguro para os atletas e também para o público.

“Com a melhora dos índices de contaminação, diminuição de infectados e de pessoas hospitalizadas, a organização irá respeitar todos os protocolos determinados pelas autoridades sanitárias, com o respeito as regras de distanciamento e diluição do evento em dois dias para evitar aglomeração. A expectativa é que mais de 2 mil pessoas prestigiem o evento”, destaca Leonardo Calid, um dos organizadores que conta com apoio de outros professores de Jiu-Jitsu do Estado.

Em 2016, o campeonato reuniu milhares de pessoas no Ginásio do Sesi (Foto: Arquivo)

Apoio aos talentos locais

Apesar do desafio da pandemia que impõe novas regras, o que motiva a organização do evento a promover o campeonato é estimular o crescimento das artes marciais no Estado. “O jiu-jitsu acreano é cheio de talentos, inúmeros títulos nacionais e internacionais e nos últimos anos tem sofrido com a ausência de campeonatos, e poder organizar o Campeonato Acreano é o incentivo que muitos desses atletas de qualidade precisam para alçarem novos voos. Então estimular o crescimento dessa arte marcial é o principal motivo.”, ressalta Leonardo Calid, destacando também que é grande a expectiva de que o evento impulsione ainda a economia local.

“A expectativa é muito grande e a movimentação de mais de duas mil pessoas estimula a prática esportiva nas academias e tudo que gira em torno. Também estaremos disponibilizando um local para que nossos parceiros interessados, montem tendas para vender/apresentar seus produtos/serviços. Já temos algumas parcerias firmadas com a Prefeitura e o Governo no Estado além de empresas que apostam verdadeiramente no esporte acreano”, destaca Calid.

O Campeonato Acreano de Jiu-Jitsu 2021 conta com apoio da prefeitura municipal de Rio Branco, governo do Acre, SNC Suplementos, ARRAS Imobiliária, Vereador Hildegard Pascoal, MJR Hidrografia, Vereador Fábio Araújo, Fundação Garibaldi Brasil, Oh! Pão, Gadelha’s contabilidade e assessoria jurídica, JM construtora Ltda e do Curso de educação física da Universidade Federal do Acre.