Pular para o conteúdo
Oscar da gastronomia brasileira

Chef Kamilla Mantovaneli é a acreana vencedora do Prêmio Dólmã 2021

Neste ano, a premiação foi realizada em Belém, no estado do Pará, na noite da última sexta-feira,3

Kamilla Mantovanelli venceu o Óscar da Gastronomia Brasileira, o Prêmio Dólmã 2021 (Divulgação/Acre para o Mundo)

Acreana do pé rachado, a chef Kamilla Mantovaneli, foi a representante do estado que ganhou o Prêmio Dólmã, na última sexta-feira,3, em Belém, no Pará. Considerado o Oscar da gastronomia brasileira, o prêmio laureia chefs e profissionais de cozinha que se destacam no cenário gastronômico regional ou nacional. Ao todo, são 27 prêmios, para representantes de cada estado. A vencedora do último ano, foi sua amiga de trabalho, a chef Rafa Brozzo, com a qual realiza o projeto “Acre para o mundo”.

Para concorrer à premiação, Kamilla teve que participar de um concurso de competição entre os chefs inscritos e que é dividido em duas etapas. Ela ficou em primeiro lugar nas duas etapas com pratos que ela mesma criou: Carpaccio de pirarucu com tartare de banana da terra e Vieira de jacare com molho de tapioca com farofa panko artesanal com banana frita. Em seguida, Kamilla foi uma das três indicadas ao prêmio e foi a votação disputando com as chefs Rafysa Assem e Adalgisa Mariano. “A noite foi um espetáculo à parte, nunca imaginei estar presente e nem ganhar”, comemora.

A chef comenta que para o ano de 2022, planeja continuar fazendo seu trabalho no Restaurante Mantoverde além de dar continuidade ao projeto com a amiga Rafaella Brozzo. ” Para fomentar o nosso mercado que é amplo, mas não é lembrado e nem explorado!” afirma a acreana que agora é chef embaixadora da gastronomia brasileira.

Projeto “Acre para o Mundo”

Com o intuito de acelerar a construção de uma identidade gastronômica acreana e de consolidar o Estado como rota do turismo gastronômico mundial, as chefes Rafa Brozzo e Kamilla Mantovanelli se uniram para criar um projeto ousado e único: “Acre para o mundo”.

A iniciativa, idealizada por Rafa Brozzo, busca identificar ingredientes locais como frutas, óleos, plantas alimentícias não convencionais (Pancs), entre outros, através do mapeamento de todas as regionais do Estado do Acre, valorizando a cultura e identidade local e, principalmente, trazendo um novo olhar para itens familiares para a população acreana, mas que ainda são subestimados em seu potencial culinário.

Embaixadora da Gastronomia Acreana, premiada com o “oscar” da Gastronomia Brasileira, na Edição 2019/2020, a chefe Rafa Brozzo quer promover a gastronomia do Acre, missão esta que se tornou ainda mais forte após sua vitória no prêmio Dolmã.

Leia também: Chefs querem criar ‘identidade gastronômica’ do Acre em projeto ousado que irá percorrer todas as regionais