Pular para o conteúdo
Na capital

Comunidade faz mutirão para reformar ponte no Assentamento Moreno Maia

Há cerca de três meses, quando ela começou a ficar comprometida com o tempo, causando risco a comunidade

Cerca de oito moradores se uniram para reconstruir a ponte. (Foto: Dell Pinheiro)

Após três meses reclamando sobre as más condições de uma das pontes do Ramal Três Palhetas, moradores do Projeto de Assentamento Moreno Maia fizeram um mutirão para reformar a passagem nesta quinta-feira, 13.

Cerca de oito moradores se uniram para reconstruir a ponte. A ação é realizada por iniciativa do vereador Francisco Piaba (DEM), em parceria com o governo do Estado, por meio do Deracre, que cedeu as máquinas para trabalhar no local.

Um dos moradores mais antigos do projeto, o senhor Raimundo Otávio, de 69 anos, disse que a união de todos é fundamental para melhorar o lugar onde vivem.

“Sou produtor rural, e, assim como eu, muitos nessa região vivem do que plantam e colhem da terra”, declara Seu Raimundo Otávio. (Foto: Dell Pinheiro)

“Mais de mil famílias moram no Moreno Maia. Veja que menos de oito pessoas estão ajudando na reforma da ponte, que é quase a construção de outra. Temos que ser mais unidos, esse é um benefício coletivo. Moro aqui há 35 anos, sou um dos fundadores desse lugar. Sou produtor rural, e, assim como eu, muitos nessa região vivem do que plantam e colhem da terra. Ou seja, precisamos escoar nossa produção para garantir o sustento de nossas casas”, concluiu Otávio.

Em maio do ano passado, o prefeito Tião Bocalom lançou o Programa Ramais da Dignidade, com o objetivo de melhorar os ramais, facilitando a vida dos produtores rurais e demais pessoas que residem na zona rural da capital. Em Rio Branco, são mais de 2 mil quilômetros de ramais.

Ponte estava em situação precária há cerca de três meses, segundo moradores. (Foto: Dell Pinheiro)

“Fomos ao Deracre que atendeu a solicitação da comunidade do Moreno Maia. Fiz a doação da madeira e vim ajudar na reforma da ponte. Agradeço o apoio do poder público, não importando se é do município ou do Estado, o que vale é beneficiar o povo, os que mais precisam. A parceria dos poderes fortaleceria mais o trabalho na capital acreana. Mesmo no recesso parlamentar não paramos de trabalhar”, disse o vereador Francisco Piaba.

Leia também: Programa inédito quer ofertar dentaduras gratuitamente a quase 400 ribeirinhos de Porto Walter