Pular para o conteúdo
veja onde

Vacinação contra a covid-19 é ofertada até às 16h neste sábado, na capital acreana

Além da imunização, a prefeitura Rio Branco também reforça que pessoas com sintomas de gripe devem procurar exclusivamente as Uraps Maria Barroso e Cláudia Vitorino das 7h às 22h

A oferta de vacinação contra a covid-19 continua em Rio Branco neste sábado, 15, com pelo menos cinco, de acordo com informações divulgadas pela Secretaria Municipal de Saúde da capital. O horário de atendimento será das 8h às 16h.

Além da imunização, a prefeitura municipal de Rio Branco também reforça que pessoas com sintomas de gripe devem procurar exclusivamente as Unidades de Referência em Atenção Primária (Urap) Maria Barroso, localizada no bairro Ayrton Sena ou a Urap Cláudia Vitorino, no Taquari. O horário de atendimento nas duas Uraps será das 7h às 22h nestae sábado, 15.

Nas duas unidades também serão realizados testes rápidos para detecção da covid-19, além da Policlínica Barral y Barral, localizada na rua Edmundo Pinto, Conjunto Tangará. No entanto, de acordo com a gestão municipal, os testes só serão realizados em pessoas que apresentarem sintomas gripais.

Quem tiver 12 anos ou mais pode procurar um dos pontos de vacinação (menores de idade precisam estar acompanhados de um dos pais ou responsável) munido de documento oficial com foto e cartão do Sistema Único de Saúde. Veja abaixo a lista de pontos onde se imunizar.

Primeira e segunda dose (18 anos ou mais), além da dose de reforço (intervalo de 4 meses desde a segunda)

  • Urap Eduardo Assmar
  • Urap São Francisco
  • Urap Hidalgo de Lima

Dose de reforço Janssen (há dois meses ou mais)

  • Urap Vila Ivonete

Segunda dose Astrazeneca (60 dias ou mais)

  • Urap Eduardo Assmar
  • Urap São Francisco
  • Urap Vila Ivonete
  • Urap Hidalgo de Lima

Situação de emergência

Vale destacar que, no dia 10 de janeiro, a prefeitura municipal de Rio Branco e o governo do Estado decretaram Situação de Emergência no âmbito do município e também do Estado, devido ao aumento exponencial dos casos de covid-19 e também de síndrome gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Desde dezembro de 2021, as unidades de saúde do Estado têm tido aumento no número de atendimentos de pacientes com sintomas de gripe, chegando a atender mais de 13 mil pacientes somente de 1º a 31 de dezembro do ano passado. O Decreto estadual também informa que há superlotação por internações referentes à síndrome gripal nas unidades do interior e da capital, com aumento na taxa de internação de até 120%.

Ambos decretos têm validade de 90 dias, podendo serem prorrogados por igual período.

Veja também: Uraps Maria Barroso e Cláudia Vitorino funcionarão até às 22h neste fim de semana