Presos usavam a Bíblia para esconder a contabilidade da venda da droga dentro do presídio

Agentes penitenciários realizaram uma apreensão de dois pacotes de pasta base de cocaína e 39 tabletes de maconha dentro da cela 01 do Pavilhão ”H”  do  Presídio Francisco D´Oliveira Conde. Identificaram os detentos José Jenser Gomes, 31 anos, José Fernando de Oliveira Paula, 27 anos e Antonio Menezes de Castro, 34 anos, acusados de serem os donos do entorpecente.

Os agentes também descobriram uma espécie de caderno da contabilidade do trafico de drogas dentro do presídio.

Dentro de uma Bíblia, os agentes encontraram vários papéis com a contabilidade do tráfico de drogas dentro do presídio, inclusive com os nomes de quem estava devendo a droga.

Com essa descoberta, a direção o presídio confirmou que o tráfico de entorpecente dentro do presídio é um “negócio” rentável e que o custo do entorpecente dentro de uma unidade prisional é quatro vezes mais caro que fora. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation