A vovó e a droga

Parece brincadeira ou piada de mau gosto, mas não é. O noticiário policial do final de semana está registrando que uma senhora, uma vovó de 81 anos, foi presa por esconder maconha e cocaína em sua casa.

Na verdade, sem eximir ninguém de culpa, o fato só corrobora o que se vem alertando há algum tempo: que o narcotráfico vem findando seus tentáculos neste Estado, dado à facilidade com que a droga é trazida de países vizinhos, e se apresenta como uma perversa alternativa de sobrevivência para a população de baixa renda.

Qualquer pesquisa que se faça sobre as ocorrências policiais vai-se chegar quase sempre à conclusão que o tráfico e consumo de drogas estão por trás de todas as contravenções e até crimes hediondos.

Faça-se o mesmo levantamento nos presídios do Estado e vai-se chegar à mesma dolorosa conclusão: a maioria está lá por envolvimento com o tráfico e suas atividades paralelas. Não se trata apenas de uma questão moral, mas antes de tudo social para a qual as autoridades e a sociedade precisam refletir e encontrar soluções. 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation