Rapaz de 21 anos acusado de matar três pessoas é preso

Após três meses de investigação, policiais civis do município de Epitaciolândia conseguiram prender o jovem Daniel dos Santos, acusado de matar três pessoas e que estava em liberdade.

O histórico de violência de Daniel começou ainda na adolescência. Como ele mesmo confessou aos 14 anos de idade foi espancado por um homem de nome Jeremias. Durante dois anos, Daniel nutriu sentimento de vingança.

Aos 16 anos ele vingou a surra matando Jeremias com um tiro de escopeta. Na ocasião foi apreendido e internado na Pousada do Menor, de onde saiu ao completar 18 anos de idade e como determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Daniel saiu com a “ficha limpa”.
Ele retornou para  Epitaciolândia, onde se envolveu com o submundo do crime e há cerca de três meses, durante uma briga com um homem identificado Francisco Alves, Daniel assassinou-o com um tiro de revólver na cabeça.

A polícia informou que após o crime Daniel fugiu para a Bolívia e naquele país ele teria matado um boliviano, retornando para o Brasil, onde foi preso.

O acusado confessou as duas primeiras mortes, mas negou ter matado um boliviano. Ele confessou que esperou dois anos para se vingar de uma surra. “Eu tinha apenas 14 anos e era muito fraco para enfrentar o cara que me bateu, quando completou 16 anos me vinguei e não me arrependo. Essa morte do Jere-mias, o cara me ameaçou de morte e quando ele veio me enfrentar estava com uns oito caras, eu atirei mesmo. Essa história de que matei um boliviano é mentira”, afirmou.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation