Acreanos treinam para a Olimpíada do Conhecimento

senai

Todos os dias a aluna de panificação Lauana Chalub, 17, chega as 7h30, na Escola SENAI para aperfeiçoar o que aprendeu durante um ano de curso. No laboratório, ela põe, literalmente, a mão na massa e confecciona desde o pão francês a pães especiais. O treinamento termina apenas no fim do dia, quando Lauana tem certeza de que o seu produto tem atendido requisitos mínimos de peso, sabor e textura.

Tanta busca por obter uma massa perfeita está no fato de Lauana ser uma das concorrentes da Olimpíada do Conhecimento, que acontecerá em março, no Rio de Janeiro. Esta é a maior competição de educação profissional e tecnológica das Américas e a vitrine da educação profissional oferecida nas escolas do SENAI de todo o Brasil.

A jovem acreana concorre ao título de melhor técnica de panificação juntamente com outros 16 competidores de outros Estados, que durante seis dias de provas terão que mostrar suas habilidades em várias modalidades da panificação, até mesmo com uma escultura de massa. Esta, além de bonita e diferente, deverá ser uma massa saborosa.

“Creio que essa será a parte mais difícil do treinamento. Ainda estamos estudando um modelo bem bonito para desenvolver no dia da disputa. O tema já foi anunciado pela organização, será a Mata Atlântica”, destacou Lauana.
O instrutor, Deocleciano Brito, disse que não tem dúvidas de que Lauana fará bonito na competição. “Ela está sendo treinada diariamente, nos dois turnos, e até março estará bastante preparada”, conclui.

A mesma rotina intensa de Lauana tem sido vivida por outros nove alunos do SENAI/Acre, que também disputarão a olimpíada, sendo três deles na área de Informática, dois em Mecânica de Automóveis, um em Eletricidade, uma em Marcenaria e dois em Construção Civil.
A Escola SENAI está no período de férias dos cursos, mas tanto os alunos, quanto os instrutores, têm comparecido diariamente à instituição a fim de representar bem o Estado na competição.

“Eu estou muito otimista, e espero voltar ao meu Estado com uma medalha”, destacou a competidora Maria Prisciane, 17, que se formou no curso de Aprendizagem Industrial de Informática e competirá na Olimpíada do Conhecimento dentro da modalidade Sistema de Transporte da Informação.

Festival de habilidades e conhecimento

Formados pelo SENAI, os competidores da Olimpíada reúnem conhecimentos e habilidades profissionais e pessoais requeridos pelas empresas. São, portanto, profissionais importantes para a expansão, qualidade da produção brasileira e têm lugar garantido no mercado de trabalho.

Os escolhidos para a disputa são os alunos que mais se destacaram durante o curso, os quais deverão participar de provas que englobam 45 ocupações industriais, e três modalidades comerciais e do setor de serviços. São todos jovens em busca de medalha, reconhecimento profissional e uma vaga no WorldSkills 2011, que acontecerá em Londres. (Assessoria Fieac)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation