Braga acusa opositores de invadir blog da Ameac para denegrir a sua imagem

O presidente da Associa-ção dos Militares do Acre, Natalício Braga, acusa seus opositores de terem se utilizado de hackers para invadir o sistema de informática da entidade e passar a utilizar a página da Ameac na internet para atacar a sua pessoa. “Eles invadiram o nosso sistema, tiveram acesso a senha e agora usam o blog da associação para denegrir a minha imagem, dos militares e da corporação de uma forma em geral”, disse.

Para se ter uma idéia, do clima de guerra dentro da Associação dos Militares, basta acessar o blog através do seguinte endereço eletrônico: http://ameac.blogspot.com. Depois que retornou do afastamento por conta de denúncias de suposto envolvimento em desvio de combustíveis, Natalício Braga passou a ser tratado como “o futuro ex-presidente da Ameac”.

“Natalício Braga, futuro ex-presidente da Ameac, pediu recesso até o dia 10 de janeiro sem consultar qualquer membro do Conselho Deliberativo, segundo relatou alguns associados. Presidente cansado? Acho muito difícil, uma vez que estava apenas afastado e fora da escala […]’, atacam os supostos opositores em matéria publicada recentemente.

Em outra matéria, Braga é acusado de favorecer seus aliados em detrimento dos demais militares. “[…] agora Natalício Braga, em nome da associação, solicita uma cautela para alguém próximo a ele. O blog da Ameac ficará vigilante e caso a cautela seja concedida nos termos que nos foi repassado, incentivaremos os militares em massa para fazer seu pedido de cautela via associação, assinado pelo Braga, é claro”.
Segundo Natalício, um pedido de extinção da página na internet já foi encaminhado ao Google e a Justiça acreana. A idéia, afirma, é criar uma nova página, onde sejam divulgados apenas os assuntos de interesse da categoria, deixando de lado as questões políticas e pessoais.

“O novo blog da Ameac já está em fase se implantação e será lançada em breve. Nossa maior preocupação, nesse momento, é desativar a atual, foi para isso que nós recorremos à Justiça”, concluiu.

PARALISAÇÃO NACIONAL – Natalício Braga informou também que está confirmado para os dias 2 e 3, em Brasília, a reunião que discutirá o indicativo nacional dos militares estaduais de todo o Brasil. Somente desta discussão, observa Braga, será possível reunir os militares acreanos para debater o assunto. A paralisação acontecerá caso não seja aprovada a Proposta de Emenda Constitucional de número 300, a conhecida PEC-300.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation