Pular para o conteúdo

Tremor de 5,8 graus no Peru é sentido no município de Cruzeiro do Sul

Um tremor de terra com magnitude de 5,8 graus na escala Richter foi registrado a mais de 150 km de profundidade nas proximidades da cidade peruana de Pucallpa. O abalo foi registrado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos e chegou a ser sentido pelos moradores de Cruzeiro do Sul. O tremor aconteceu às 18h52 da última segunda-feira (25). Segundo o jornal Juruá On Line, muitos cruzeirenses sentiram o abalo.

Localizado em uma região de cordilheiras, o Peru é um país onde os abalos sísmicos são constantes e de grande intensidade. O mais forte deles, em 2007, destruiu boa parte das cidades peruanas do litoral. Com uma magnitude de 8 graus na escala Richter, mais de 500 pessoas perderam a vida. Os movimentos das placas tectônicas no país vizinho, em alguns casos, são sentidos em Rio Branco.

Até os manauaras sentiram o abalo de 2007. No Acre, o Vale do Juruá é o mais sensível aos terremotos. No momento do tremor da segunda-feira, o pedreiro Antônio (não foi citado o sobrenome) estava no alto de uma construção e afirma ter sentido a obra balançar. “Não foi muito fraco, não. Deu para mexer com a gente”, disse ele ao portal Juruá On Line.

Em 2007, outro terremoto foi registrado em Cruzeiro do Sul, dessa vez com magnitude de 6,1 graus e a 600 km de profundidade. Devido à distância, não houve danos para a cidade. Com o terremoto de 7 graus na escala Richter que destruiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, pessoas ao redor do mundo ficaram assustadas com qualquer sinal de tremor, criando como um pânico.