Vacinações para a Influenza A devem começar a partir de março

A Gripe Suína foi um dos vírus que mais assustou o país em 2009. Porém, para este ano os brasileiros poderão sentir-se mais seguros. É que o Ministério da Saúde (MS) passou os últimos meses de 2009 se preparando para combater a nova Gripe e já anunciou para este semestre o estoque de 83 milhões de doses de vacina monovalente da Influenza A H1N1 e 19 milhões da vacina bivalente da gripe sazonal (Influenza A/ Perth/16/2009 H3N2 e Influenza B/Brisban/60/2008). As vacinas custaram 1,006 bilhão ao MS e devem começar a ser aplicadas em todo o Brasil, incluindo o Acre, quando houver acervo suficiente para todo o país, o que deve acontecer em março deste ano.

As imunizações serão organizadas em dois momentos. O primeiro será voltado apenas para os grupos de risco da doença (grávidas, portadores de doenças respiratórias crônicas, hipertensos, etc) e para os trabalhadores de Saúde envolvidos diretamente nas ações de combate à nova Gripe e/ou com pacientes infectados. O segundo momento, e também o principal, é o que envolve toda a população.

De acordo com Marise Lucena, gerente do Departamento de Vigilância e Saúde (DVS) do Dales, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) está elaborando o planejamento local para as vacinas, definindo as unidades que as aplicarão no Estado e deve estar fechando dentro dos próximos meses um acerto com o Ministério da Saúde. Segundo ela, essa divisão das vacinas em duas etapas foi organizada pelo Comitê Nacional de Controle da Influenza do MS.

“Essa medida foi feita para todos os estados e foi muito bem pensada. As primeiras remessas de vacina devem ir para os grupos de risco e para os profissionais que trabalham com a nova Gripe, porque são eles que cuidam disso e que não têm como se proteger do vírus. Aqui, também tentaremos aproveitar essa fase para as crianças, mesmo as saudáveis, de 6 meses a 2 anos. Já a segunda remessa será aplicada em todo o restante da população, mas só quando o ministério terminar de preparar estas vacinas e distribuí-las em todo país, o que deve acontecer ainda neste 1º semestre. Quando estiver tudo pronto, vamos estar convocando a população para imunização”, explicou.

Para o Acre, ou qualquer outro estado brasileiro, ainda não há um número exato de quantas vacinas devem ser destinadas pelo Ministério da Saúde, mas é provável que o órgão federal consiga, gradativamente, suprir grande parte da demanda nacional ainda neste ano, adquirindo ainda mais vacinas para estoque.   

Nova Gripe atingiu 174 acreanos em 2009
Conforme dados da Sesacre, a Influenza fechou o ano de 2009 com total de 376 notificações no Estado, das quais 189 foram descartadas, 174 foram confirmadas com o vírus A H1N1 (Gripe Suína) e 13 foram confirmadas com a Gripe Sazonal. Além disso, a Sesacre aguarda a resposta de 67 amostras com suspeitas da doença. Segundo Marise Lucena, a população acreana precisa continuar atenta para os riscos da nova Gripe, pois o vírus ainda continua em circulação no Estado.

“O nosso serviço de atendimento continua em alerta para controlar a Influenza A. Por isso, as pessoas que sentirem os sintomas (febre alta, fraqueza, tosse, dor de cabeça, musculares e na garganta) devem procurar as UPAs do Tucumã e do 2º Distrito, o Pronto-Socorro (Huerb) ou mesmo outras unidades, já que toda a nossa rede básica foi devidamente capacitada para tratar dessa doença ou de qualquer outra respiratória. E é muito importante que nos procurem logo,  porque quanto mais cedo melhor será para o tratamento. O próprio medicamento tem efeito maior dentro das primeiras 48 horas desde que se contraiu a gripe”, apelou.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation