Gazetinhas 06/03/2010

* Mulheres se produzindo, se emperequetando para o grande dia delas, segunda-feira.

* Mulheres, mulheres…

* E para celebrá-las, nada como um feriadão.

* Em Carnaval, o Acre perde para a Bahia, Pernambuco e Rio.

* Em feriados, não.

* Mas, também pra que trabalhar tanto?

* Deixa pro paulista, o pa-ranaense, o mineiro.

* Na política local, mesmo com uns dias fora de combate, na volta, nada de novo.

* Aliás, pelo que se lê no noticiário é tudo muito previsível.

* A impressão que dá é a de que nem eleições seria preciso.

* Seria isso mesmo?

* A conferir.

* Já na polícia, está como o diabo gosta.

* Impressionante!

* Assim, só passando, ligeiro, a vista no noticiário policial:

* ‘Adolescente é executado em briga de gangue e jogado na beira de estrada’;

* ‘Ex-presidiário é apunhalado e morto na rodoviária’;

* ‘Acreano é assassinado em Cobija’.

* Vai-se ver e por trás de quase todas as ocorrências, a droga, a pasta-base de cocaína.

* Este é o outro lado sombrio do Acre que precisa ser analisado mais a fundo e mudado, claro.

* Como?

* Com educação e geração de empregos. Não há outra fórmula.

* A propósito, ponto para o governador Binho Marques que ontem inaugurou mais uma escola.

* Foram duas nesta semana.

* O telefone toca. São moradores e produtores da Estrada Apolônio Sales reiterando o pedido para o Deracre (ou seria a prefeitura?) consertar a estrada.

* Em alguns pontos, segundo eles, está para ‘apartar’; com isso correm o risco de ficarem isolados e perder a produção.

* Rio Acre surpreendeu mais uma vez, passando da quota e contrariando as previsões da Defesa Civil.

* Além de já ter atingido mais de 3 mil famílias, pior é o que virá depois com as águas paradas.

* Mais dengue, leptospirose e outras doenças.

* Fechando, o telefone toca de novo. É um cidadão contando que a Farmácia Popular, que funcionava na Rua Floriano Peixoto, foi fechada em outubro…

* …era para ter sido reaberta em dezembro no novo endereço, perto do Terminal Urbano; já é março e até agora nada.

* Não pode. O prefeito Raimundo Angelim, o secretário Pascal Khalil precisam ver isso.

* Março chuvoso fechando o “inverno amazônico”.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation