Pular para o conteúdo

Jogando em casa, Alto Acre precisa urgente da vitória

A força da torcida será fundamental para que o Alto Acre FC possa de vez embalar uma reação dentro do Campeonato Estadual Acreano Profissional. Após ter vencido o Vasco dentro de seu território, o Alto Acre espera repetir o feito contra o Náuas EC, neste sábado, a partir das 19h, no estádio Antônio Araújo Lopes.

E é esse o mesmo pensamento do técnico Júlio César que esperar ver o “seu 12º jogador” empurrando os outros 11 em campo na busca pela vitória que deixaria bem perto do G4, restando outros dois jogos, contra Adesg e Juventus, sendo o último novamente em seus domínios.

“Desde antes do jogo contra o Vasco venho conversando sobre a importância desta fase final”, ressaltou o técnico. “Agora é também contar com o apoio da torcida nesta hora, pois só isso nós interessa”, acrescentou.

O Alto Acre realizou um treino tático na tarde desta sexta-feira e depois fez um recreativo. Mesmo contando com o retorno de Eric, após se recuperar, o técnico Júlio César espera uma definição de seu departamento médico, o que ocorrerá apenas no vestiário do Antônio Araújo Lopes, para saber se poderá contar com Adivan, Diego e até mesmo Angel, todos machucados.

Outra preocupação para o restante desta fase do Estadual é que vários jogadores de seu elenco estão pendurados com dois cartões amarelos, até mesmo o recém recuperado Eric. “Por isso mesmo é que pedi para os jogadores esqueçam a arbitragem, não quero ninguém reclamando dela, até mesmo para evitar um terceiro cartão”, disse.

Náuas – Segundo colocado na tabela do Estadual, o Náuas quer a vitória para ficar bem próximo da classificação para as semifinais. A maior preocupação do técnico do representante do Juruá é a recuperação ou não do meia Polo, que vem sentindo e deve, a exemplo dos jogadores do Alto Acre, ser avaliado no vestiário do estádio.

Arbitragem – Envolvido em um lance polêmico, o assistente Renner Santos acabou sendo substituído pela Comissão de Arbitragem por Rodomilson Lucas, que fará sua estréia no Profissional. O árbitro é Carlos Ronne e o outro auxiliar é Civaldo Nery.