Professores decidem na segunda se aceitam ou não proposta do governo

Em reunião na tarde de ontem, a equipe econômica do governo oficializou a proposta de repor as perdas referentes a inflação dos primeiros meses deste ano, o que ficaria em torno de 3 por cento. A proposta será discutida em assembléia geral na próxima segunda-feira, 3, pelos professores licenciados do Estado. O encontro acontecerá a partir das 9h da manhã na quadra do Colégio Estadual Rio Branco (Cerb).
Escolaas
Pelo menos 100 mil alunos, na Capital, estão sem aula por conta da greve conjunta dos Sindicatos dos Professores Licenciados (Sinplac) e Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (Sinteac). Para poder repor as aulas perdidas, a Secretaria Estadual de Educação já informou que os estudantes terão que estudar nos dias de sábado e feriado.

O recesso do meio do ano – que geralmente é de 15 dias – também já foi comprometido e há risco de que o ano letivo 2010 só seja encerrado em janeiro ou fevereiro de 2011.

Segundo a presidente do Sinplac, Alcilene Gurgel, 70% das escolas de Rio Branco aderiram à paralisação. Ela acredita que a adesão só não é maior em virtude de o governo estar pressionando os professores provisórios. “Eles já foram avisados que se deixarem a sala de aula terão os contratados cancelados”, denunciou.

A presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Acre, Rosângela Fernandes, acredita que a união dos dois sindicatos que representam os trabalhadores da Educação, pode trazer avanços ao movimento grevista.

Ontem, véspera do Dia do Trabalho, Sinplac, Sinteac, CUT e outros sindicatos realizaram panfletagem no Centro da cidade. Reunidos na Praça Eurico Dutra, em frente ao Palácio Rio Branco, eles fizeram um balanço da greve que já dura três semanas.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation