Preso homem acusado de abusar de várias crianças

Policiais militares do município de Brasiléia prenderam na noite de terça-feira, 8, um homem identificado por Francisco Neves de Souza, 45 anos, o “Chico Peruano”, morador do bairro Ferreira Silva.

Segundo informações dos militares, a guarnição realizava patrulhamento de rotina nas proximidades do bairro quando foi abordada por quatro crianças de 11 anos, que chorando pediram ajuda da polícia. As garotas informaram que estavam fugindo de um homem, que lhes estaria abusando sexualmente.

As crianças contaram aos militares que Chico Perua-no há muito tempo vinha aliciando as meninas, oferecendo dinheiro para que elas deixassem ele tocar em suas partes íntimas. Mas as meninas não queriam permitir que ele continuasse com os atos.

Imediatamente, a guarnição pediu reforço e seguindo orientação das crianças chegaram a uma residência onde estava o acusado.

Francisco Neves foi detido e encaminhado à Delegacia Central daquela cidade, onde as crianças vítimas de abuso sexual confirmaram a história ao delegado plantonista.

O acusado negou ter praticado atos libidinosos ou abuso sexual contra as meninas e alegou que estaria sendo vítima da mãe de uma das meninas, que teria raiva dele.

A alegação do acusado não convenceu a autoridade policial, que solicitou do Conselho Tutelar daquela cidade que enviasse um psicólogo para acompanhar o depoimento das crianças.

Segundo um policial que acompanhou os depoimentos, as crianças contaram detalhes dos abusos cometidos pelo acusado. “São situações às quais as crianças alegam terem sido submetidas que deixam qualquer pessoa revoltada. Algo monstruoso mesmo, se tudo for comprovado, certamente o acusado será indiciado por ato libidinoso, atentado violento ao pudor e estupro contra incapaz”,  afirmou o policial.

Além das quatro meninas de 11 anos, mais uma criança de quatro anos de idade e outra de sete anos foram ouvidas.

A polícia suspeita que existam outras vítimas e aguarda ouvir todas as crianças, testemunhas e responsáveis pelas menores para poder concluir as investigações.

Inicialmente, a polícia descobriu que a mãe de uma criança  tinha conhecimento dos  abusos, mas alegou na delegacia que não teria denunciado o acusado temendo represálias. “Todas essas informações serão coletadas formalmente através de depoimentos, para então concluirmos o inquérito e solicitar, se for o caso, a prisão do acusado e até mesmo de outras pessoas que foram coniventes com os abusos sofridos pelas crianças,” afirmou a autoridade policial. 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation