Assassino de Tim Lopes queima namorada em presídio no RJ

Um dos responsáveis pela morte do jornalista Tim Lopes, Cláudio Orlando do Nascimento, o Ratinho, que está preso, jogou água fervendo em sua companheira durante uma visita íntima no Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (15) pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Segundo a secretaria, o incidente aconteceu na quinta-feira (14). A companheira de Ratinho, Fernanda Marins de Carvalho, sofreu queimaduras pelo corpo e foi encaminhada para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste.

A Seap informou que abriu sindicância interna para apurar o fato. Ratinho teve o benefício de visita íntima cancelado e foi conduzido ao isolamento. O caso foi registrado na 34ª DP, em Bangu.

Ratinho foi condenado a 23 anos e 6 meses de prisão pela morte de Tim Lopes. As investigações revelaram que ele torturou o jornalista e teria sido o maior incentivador do assassinato. (G1)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation