Marileide pede o apoio de instituições bancárias aos comerciantes de Brasiléia

A deputada estadual Marileide Serafim (PSD) cobrou, na sessão de ontem (24) da Aleac, mais atenção por parte dos Bancos aos comerciantes de Brasiléia que foram prejudicados com a cheia do Rio Acre. Ela afirmou que os empresários estão enfrentando dificuldades para conseguir recursos para continuar trabalhando.

De acordo com a parlamentar, alguns empresários perderam toda mercadoria. Não conseguiram o ‘perdão das dívidas’ junto aos credores e agora enfrentam dificuldades para continuar trabalhando.

“Participei de uma reunião com representantes do Governo do Estado e dos comerciantes, que já estão desesperados. Precisamos agir rápido para ajudar aquelas pessoas. Muitos delas perderam tudo e não conseguem liberação de recursos junto aos bancos para que possam recomeçar suas atividades comerciais”, afirmou.

Marileide Serafim disse que representantes do governo se comprometeram em levar a situação ao governador Tião Viana. A intenção é provocar uma reunião com representantes das instituições bancárias, em busca de uma solução para o problema.

A situação dos comerciantes de Brasiléia tem sido acompanhada de perto pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens).

Entre outras coisas, a Sedens, conseguiu a doação de um terreno, de propriedade da Eletrobras, para a construção de um centro comercial para a instalação dos comerciantes. Localizada num ponto estratégico de Brasiléia, a área fica na parte alta da cidade, nas proximidades de instituições bancárias.

A ideia agradou os comerciantes, que aguardam a concretização do projeto. Enquanto isso, eles querem apoio para conseguir recursos para continuar trabalhando, gerando emprego e renda.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation