Ação de reintegração retira 300 pessoas da invasão Vista Alegre, nesta quarta

Apesar do grande aparato policial, a reintegração de posse que expulsou as mais de 300 pessoas que moravam na invasão chamada de Vista Alegre, foi pacífica. De acordo com a proprietária da terra, Rosa Chalub, a invasão começou a se formar a partir de abril do ano passado.

Com aproximadamente um hectare, e próximo ao Caladinho, as famílias foram se instalando ao longo do tempo. A proprietária ofereceu todo o apoio para que as famílias retirassem seus pertences da área.

“Não quero nada de ninguém, quero que eles levem tudo o que eles investiram. Tem um caminhão que levará as madeiras e móveis para qualquer outro local que eles quiserem. Só quero minha terra de volta para viver minha vida”, explica Rosa.

De acordo com Paulo José Silva, a terra era oferecida em lotes que ele mesmo trocou numa moto. “Na época meu único bem era essa moto, daí surgiu a oportunidade e troquei. Agora não tenho para onde morar. Só fui saber que a terra era irregular quando entregaram o aviso da reintegração”, desabafou.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation