Pular para o conteúdo

Rio Acre continua subindo, mas Defesa Civil diz que enchente está enfraquecendo

O nível do Rio Acre continua sendo motivo de preocupação para os ribeirinhos e moradores dos bairros atingidos. Segundo a medição realizada às 18h de ontem, as águas já marcavam 14,65 metros. A cota de transbordamento, que é de 14m, foi atingida na tarde da última terça-feira. Com isso, as famílias devem permanecer nos abrigos de responsabilidade da prefeitura de Rio Branco, no Parque de Exposição, por tempo indeterminado.

Apesar disso, de acordo com o coordenador da Defesa Civil Municipal, George Santos, o ritmo da enchente é previsível. “Se não chover nas próximas 24h, a tendência é que o nível do rio estabilize, pois as cheias já estão perdendo a força”, afirma.

O abrigo do Parque de Exposições segue com mais de 1.000 pessoas. Segundo o último boletim da Defesa Civil, havia 331 famílias no abrigo, ou seja, 1.308 pessoas.

De acordo com o boletim divulgado pela Assessoria de Comunicação do governo, em Xapuri e Brasiléia o nível dos rios vem diminuindo ao longo das últimas 6 horas. Na última medição, registrou 11,33m e 5,77m, respectivamente. Em Cruzeiro do Sul, o Rio Juruá apresentou tímida elevação, marcando 11,12m. O Rio Iaco, que banha Sena Madureira, manteve-se em 14,08m e o Rio Tarauacá, na cidade de mesmo nome, caiu de 7,91m para 7,71m.