Carnaval do povo

Antes do Carnaval, os rumores a respeito da data comemorada tradicionalmente todos os anos eram de que seria um erro não ter a festa popular na Arena da Floresta, em Rio Branco. Enquanto uns aplaudiram a decisão do Governo do Acre, outros críticos de plantão desaprovaram a suspensão do evento.

“Rio Branco não terá Carnaval”, diziam os fãs da folia, entristecidos. No entanto, a melancolia de uns era a alegria de outros, que preferiram descansar. Mas, com a chegada do feriadão, a cidade pode ter ficado sem tudo, menos sem festa.

O Carnaval nos bairros e a volta da folia na Gameleira reavivaram o tradicionalismo da cidade. Os blocos e a animação levaram crianças e idosos para as ruas como já não se via há muito tempo.

As equipes de Segurança do governo estavam em todos os pontos de festividades, para evitar a ação dos valentões. Ainda assim, várias ocorrências foram registradas motivadas por embriaguez, violência doméstica e furtos.

Apesar disso, o Carnaval foi considerado tranquilo pelas autoridades. Até mesmo a população aprovou a festa do povo. Um sucesso!

A única coisa que pode melhorar, de fato, os dias de carnavais é a consciência da população. Os exageros e abusar de bebidas alcoólicas sempre serão os vilões da boa folia.

Assuntos desta notícia