Pular para o conteúdo

Morre bebê prematuro de agente de saúde vítima da Covid-19

O bebê recém-nascido Ravi de Paiva Silva morreu na tarde de sexta-feira, 22 de janeiro, na UTI Neonatal da Maternidade Bárbara Heliodora.

Ravi era prematuro. Sua morte ocorreu após uma hemorragia causada pelos remédios que a mãe tomou para tratar o coronavírus. O bebê teve cinco paradas cardíacas.

Ele nasceu após uma gestação de apenas 6 meses. Sua mãe, a agente comunitária de saúde Simonete Ribeiro de Paiva, 40 anos, havia falecido com Covid-19, no parto do bebê. Ela teve complicações devido à doença e teve de ser submetida a uma cirurgia para a retirada da criança na última quarta-feira, 20 de janeiro. Mas não resistiu ao procedimento.

O caso gerou comoção em Rio Branco. O último pedido de Simonete antes de ir para a cirurgia é que seu marido e familiares cuidassem de Ravi e de outros dois filhos dela.