O que abre e o que fecha com o Acre na Bandeira Vermelha

Segundo o Decreto 5.496, durante a Bandeira Vermelha no Acre estarão autorizados a funcionar estabelecimentos como supermercados, mercantis e congêneres; farmácias; clínicas médicas, psicológicas, odontológicas e veterinárias; espaços de fisioterapia; laboratórios; óticas; oficinas mecânicas no geral; bancos; hotéis; funerárias; postos de combustíveis; lojas de materiais de construção; indústria em geral com atendimento ao público mediante agendamento; além de empresas de alimentos, medicamentos, águas, gás, produtos de limpeza, higiene e de EPIs.

Comércio permanece fechado até o dia 19 de fevereiro, quando for anunciada a nova classificação (Foto: Odair Leal/Acervo Secom)

Ficam proibidos de realizar atividades presenciais durante a Bandeira Vermelha todos os estabelecimentos comerciais não enquadrados como essenciais, além de feiras; shoppings; cinemas; clubes; academias; bares; restaurantes (podendo funcionar por delivery); centros culturais; clínicas de estética; e igrejas. A aglomeração de pessoas em espaços públicos também está restrita.

Ainda pelo Decreto 7.225, as aulas de todos os segmentos estudantis estão impedidos de retomar de forma presencial durante a Bandeira Vermelha.

O secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene, reforçou o pedido de apoio da população. “São medidas necessárias para salvar vidas. Precisamos unir todas as instituições e a população para sermos capazes de vencer os desafios que têm surgido junto a essa pandemia. Reforçamos os pedidos de evitar aglomerações, usar máscaras e manter a higienização. Nossa rede de atendimento está chegando no limite e precisamos desse movimento para nos antecipar”.

A lista completa e os cuidados essenciais que deverão ser adotados por cada setor estão disponíveis aqui. Para mais informações acesse http://covid19.ac.gov.br/ (Samuel Bryan / Secom Acre)

Assuntos desta notícia