Pular para o conteúdo
NA ALEAC

Roberto Duarte pede eleições limpas na OAB-AC e diz que Erick Venâncio está sendo vítima de campanha de desmoralização

Deputado Roberto Duarte, que é advogado, repudiou acusações sem provas contra o presidente da OAB

Advogado de carreira, o deputado Roberto Duarte (MDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na sessão desta quarta-feira, 3, para pedir “eleições limpas”, na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre (OAB-AC), cujo pleito está marcado para o próximo dia 19. Ele também saiu em defesa do atual presidente e candidato à reeleição, Erick Venâncio.

“O que estamos vendo no âmbito das eleições da OAB-AC é um amigo irmão, o advogado Erick Venâncio, que vem sofrendo inúmeras acusações, sem sequer apresentarem nenhum prova. Todos aqui sabemos o que acontecem em eleições. Ele está fazendo um lindo trabalho e vem defendo o que ele tem a fazer num novo mandato. Quero me solidarizar com ele e com sua esposa, Nayara, que tem sofrido muito com as acusações baixas e vis contra ele e que atingem toda a família”, disse Duarte.

O deputado acrescentou que a advocacia merece representantes de qualidade e declarou que vai votar na Chapa 10, a chapa de Venâncio. “Todo mundo sabe disso e aqui suplico que tenhamos uma eleição limpa e justa e que seja à base de um trabalho já realizado, e o principal na base de propostas para melhoria da advocacia. Que faça um bom trabalho por toda a advocacia acreana”, reafirmou.

Duarte pontuou ainda que Erick Venâncio vem sendo vítima de  uma campanha de desmoralização, segundo ele, desnecessária. “Os dois candidatos são qualificados e tem boas propostas, mas não precisa acontecer como vem acontecendo, uma campanha para desconstruir sua imagem, a imagem de um cidadão, um homem público, que é o Erick Venâncio. Me solidarizo e repudio qualquer acusação e tentativa de desconstrução a moral. Sempre irei sair na defesa da advocacia e vou defender um cara que está sendo injustiçado, sobre o qual não há investigação, não há sequer inquérito contra ele, e seu único problema é ser candidato à reeleição da presidência da OAB, seccional Acre”, asseverou.