Pular para o conteúdo
alerta

Nova variante da influenza H3N2 ainda não foi confirmada no Acre, diz Saúde estadual

A variante H3N2 da gripe pode causar a morte e os sintomas são parecidos com os da Covid-19. Por isso, a Saúde reforça que a população procure um dos pontos de vacinação para tomar também a vacina contra influenza, que previne contra os três tipos de gripe: H1N1, H3N2 e o vírus do tipo B

O número de atendimentos ambulatoriais nas unidades de saúde do Estado e do Município de Rio Branco aumentou, consideravelmente, nos últimos dias, em decorrência de novos casos de síndrome gripal. Apesar do aumento no número de pacientes atendidos, o Acre não confirmou, até o momento, nenhum caso da nova variante de influenza H3N2, mas segue enviando os casos positivos de influenza A ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, onde, feita a triagem, confirma ser H3N2 ou H1N1.

Segundo o governo do Estado, na última semana foram atendidas 453 pessoas com suspeita de gripe, mais do que o dobro em relação à semana anterior. A recomendação é procurar as unidades básicas de saúde (UBS) ao apresentar sintomas leves, e as unidade de pronto atendimento (UPAs) e pronto-socorro quando apresentar sintomas mais graves da doença.

Enoque de Souza, coordenador do Núcleo Hospitalar do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), ressalta a importância de procurar o pronto-socorro para atendimento relacionado à gripe somente quando for necessário, visto que é uma unidade de alta complexidade.

“Não temos registros de óbitos e nem de internação por influenza, porém, o que houve foi o aumento de atendimentos ambulatoriais, não apenas no pronto-socorro, mas também nas UPAs e nas unidades de referência em atenção primária (Uraps)”, comenta Souza.

O gestor afirma, ainda, que por conta da pandemia, é importante ter o resultado negativo do teste de Covid, para que o médico possa dar o diagnóstico pelos sintomas clínicos.

“Se o paciente estiver imunizado contra a influenza será ótimo, pois, devido aos anticorpos produzidos pela vacina, vai apresentar sintomas leves. Também por conta da baixa cobertura vacinal que tivemos no estado e no país, evidenciamos o aumento de casos”, afirma.

Prevenção

As orientações para a população seguem as mesmas recomendações da Covid-19: evitar aglomerações, utilizar máscara e realizar isolamento social, se apresentar os sintomas da doença.

O Pronto-Socorro de Rio Branco só faz a testagem de paciente internados, sendo a testagem ambulatorial realizada somente na UPA do 2° Distrito e em algumas Uraps.

Unidades-sentinelas

O Acre possui três unidades-sentinelas para síndrome gripal (SG): a UPA do 2° Distrito, em Rio Branco; o Hospital Raimundo Chaar, em Brasileia; e a Unidade Básica de Saúde Adalberto Sena; referências no atendimento à síndrome respiratória Aguda grave (Srag).

Essas unidades enviam as amostras coletadas em testes de swab ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, onde são analisadas e testadas.