Pular para o conteúdo
nova onda

Com alta demanda, prefeitura de Rio Branco restringe testes de covid-19 apenas para quem tiver sintomas

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, medida se faz necessária devido à alta procura por testes rápidos

Diante do aumento expressivo dos casos de covid-19 na capital acreana, paralelo ao aumento de casos de Síndrome Gripal, a prefeitura municipal de Rio Branco decidiu adotar novas medidas de enfrentamento às doenças. Uma das principais mudanças, anunciadas nesta quinta-feira, 13, foi a restrição de testes de covid-19 apenas para quem tiver sintomas da doença.

A medida se faz necessária devido à alta procura por testes rápidos. Todos os dias, a Policlinica Barral y Barral tem atendido, em média, mil pacientes com sintomas gripais e, somente na quarta-feira, 12, foram realizados 300 testes rápidos para dectecção da covid-19.

Além da restrição apenas para pessoas que tiveram sintomas, as novas medidas incluem a convocação de quase 20 médicos que ainda estão em greve; a suspensão de férias, licenças-prêmio e folgas de todos os servidores da Saúde e a intensificação dos atendimentos pelo Telessaúde, atendimento que feito via telefone, por meio do número (68) 3216-2400, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos finais de semana e feriados, das 8h às 17h, ou por chat nas redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesses mesmos horários.

A Unidade de Referência em Atenção Primária Cláudia Vitorino também terá papel importante a partir de agora, pois se tornará a partir desta semana o segundo ponto de referência para atendimentos de gripe, das 7h às 22h.

Situação de emergência

No último dia 10 de janeiro, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP) e a secretária Municipal de Saúde, Sheila Andrade, decretaram Situação de Emergência na Saúde, devido ao aumento nos casos de covid-19 e síndrome gripal na capital acreana.

“Estamos preocupados com os números de casos de covid-19 e de gripe em Rio Branco. Por enquanto, não estamos tendo casos graves da pandemia. Estamos realizando ações emergenciais para conter essas doenças. Também peço que a população cuide de seus quintais para que não aumente os casos de dengue na cidade. Contamos com o apoio de todos”, ressaltou Bocalom.

Sheila Andrade enfatizou que todos dever reforçar os cuidados com a infecção dos dois vírus. “Em relação a covid temos que continuar com os cuidados básicos, que são o uso de máscara, lavar as mãos, usar álcool em gel, evitar aglomeração, dentre outros procedimentos. Sobre a síndrome gripal tem que evitar ambientes fechados e também a questão da aglomeração, pois é transmitida através do ar. Esperamos que os casos diminuam e que todos tenham consciência”.

O decreto de emergência deverá durar 90 dias.

Veja também: Com mais de 13 mil atendimentos de pessoas com sintomas de gripe em dezembro, Acre decreta Situação de Emergência na Saúde