Pular para o conteúdo
rio branco

Desbarrancamento em áreas de risco deixa em alerta a Defesa Civil, mesmo na estiagem

O problema se agrava porque muitos que moram neste locais, não querem aluguel social, nem morar em bairros distantes, como Cidade do Povo

A preocupação de deslizamento e desbarrancamento na capital acreana, não é somente no período invernoso, com as fortes chuvas que atingem a cidade. No verão, o monitoramento da Defesa Civil Municipal em áreas de riscos, principalmente em bairros próximos ao Rio Acre e a igarapés, também é constante.

O problema se agrava porque muitos que moram neste locais, não querem aluguel social, nem morar em bairros distantes, como Cidade do Povo. Casas de alvenaria são as mais afetadas com o desbarrancamento, o que não desaba, fica rachado. Como o Rio Acre apresentar constantes sinais de vazante, baixando consideravelmente, podem ocorrem mais deslizamento, perigo que aumenta a cada ano.



No verão, o monitoramento da Defesa Civil Municipal em áreas de riscos, principalmente em bairros próximos ao Rio Acre e a igarapés, também é constante (Foto: Dell Pinheiro)

O Coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, tenente-coronel Cláudio Falcão, disse que a prefeitura da capital está fazendo um levantamento em dez bairros, que apresentam mais áreas de risco, e que as famílias em iminente perigo, terão que sair desses locais de forma compulsória. “Infelizmente, podemos tiram esses moradores de forma jurídica, pela segurança deles”.

Falcão também ressaltou que a prefeitura se prepara para construir residências para abrigar essas famílias. “Os imóveis serão construídos em áreas próximas aos bairros onde elas serão retiradas. Serão locais mais seguros. Essa é uma obrigação do poder público, de oferecer o melhor para à população”, concluiu o coordenador.

error: Conteúdo protegido!!!