Polícia Civil e MPE realizam operação conjunta e prendem três homicidas foragidos

A Polícia Civil e o Ministério Público do Estado do Acre prenderam três pessoas, acusadas de assassinato, na Operação 121, denominação que lembra o artigo de mesmo número do Código Penal Brasileiro para crimes de homicídio.

Foram presos os irmãos  José Diniz de Azevedo, 23 anos, o “Pinto”, e Marcos Diniz de Azevedo, 21 anos, o “Marquinho”, acusados de matar um homem no bairro Laélia Alcântara, a facadas e ripadas, crime ocorrido no início deste ano.

Segundo consta no processo, os irmãos Azevedo integravam um bando que aterrorizava os bairro Laélia Alcântara, Calafate e Valdemar Maciel.

No dia do crime, eles te-riam invadido uma casa localizada atrás de um bar, onde mataram o primo do proprie-tário. Neste dia, estaria ocorrendo um aniversário na casa e os irmãos Azevedo, juntamente com outros membros do bando, queriam participar da festa, mas foram impedidos pela vítima.

José  e Marcos Diniz Azevedo foram presos no mesmo bairro onde cometeram o crime.
Outro preso foi Martinair Geraldo  de Souza, 45 anos, acusado de matar a mulher Marta Lúcia Lima de Souza, 43 anos. 

Ele foi preso no Ramal Toca do Coelho, região do Santa Maria, Rodovia AC 40.  
Segundo consta no processo, Geraldo teria matado a mulher asfixiada com um garrafão de vinho. Em seguida, o acusado teria simulado uma cena no ambiente do crime afirmando que a mulher teria, cometido suicídio.

Mas a farsa do acusado demorou pouco e ele acabou confessando o crime, cuja  motivação principal teria sido o fato de a mulher não aceitar a proposta do marido de permitir que a amante dele fosse morar na mesma casa com Marta Lúcia e os filhos.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation