Binho apresenta Unidade de Saúde do Segundo Distrito

govh
Depois do cabo-de-guerra dentro da Assembléia Legislativa entre oposição e situação, que tinha o sistema público de saúde como centro, o governador Binho Marques levou sua bancada de apoio para conhecer de perto as instalações da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Segundo Distrito. A visita tinha como estratégia municiar os deputados governistas na hora do embate com os oposicionistas, e não deixar a relação do Palácio Rio Branco com a base se esfriar, em um ano pré-eleitoral. 

Com um relacionamento menos tímido com sua base de sustentação, quando comparado com o antecessor, Binho quer manter intacta uma de suas prioridades de governo, que é a Saúde. Orçada em R$ 7 milhões, a UPA tem como objetivo desafogar o atual Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), usado pela população para a realização de consultas simples. Com isso, o hospital acaba por ficar sempre abarrotado.

Com a entrega da UPA, prevista para a próxima segunda-feira (30), todos os atendimentos básicos serão realizados lá. Com isso, o atual Pronto-Socorro será destinado somente para atender os casos de pacientes de emergência e urgência, levados pelo Samu, ou outros veículos. Na UPA, os usuários são triados e a prioridade de atendimento definida por cor, conforme o estado de saúde. A recepção será composta por enfermeiros, o que facilitará o trabalho e diminuirá o tempo para ser consultado.

“Aqui [na UPA] nós estamos ampliando os serviços, e não tirando de um lugar para o outro. Nós teremos mais médico, equipamentos e espaço para atender os pacientes”, afirma o governador. Segundo Binho, com os investimentos realizados na área, que incluem mais duas UPAs, a ampliação do Huerb e a aquisição de equipamentos, farão o sistema público de saúde ser o melhor da Amazônia Legal.

 Para governador, Estrada do Quinari representa nova fase econômica do Estado
O governador Binho Marques disse ontem ainda que a duplicação da Estrada do Quinari representa o projeto de desenvolvimento pelo qual o Estado passa. Segundo o governador, a rodovia faz a ligação estratégica dos municípios onde se concentra a instalação do parque industrial: o Baixo Acre. “Por isso ela não poderia ser uma estrada comum”.

Binho destacou os números do IBGE que apontam o bom desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) acrea-no, que ficou entre as dez primeiras posições (sétimo lugar) dos estados brasileiros. “Com certeza estaremos numa situação ainda melhor quando os números de 2008 forem analisados”, vaticina Binho. A Estrada do Quinari, completa, é o símbolo da nova estrutura de desenvolvimento econômico. (F.P.)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation