Petecão protesta pelas condições da PM

O assassinato de 5 poli-ciais militares acreanos em dois meses, dois deles dentro da própria casa, levou o deputado Sérgio Petecão apelar às autoridades federais em Brasília, a rever a atual política de segurança em relação aos estados. O foco principal, segundo o deputado, é particularmente às PMs, hoje via de regra vítima de falta das mínimas condições de trabalho e baixos salários. Para o deputado, o policiamento ostensivo em todo o Brasil, e no Acre em particular, tem demonstrado suas fragilidades exatamente onde deveria mostrar sua força. “A estrutura das PMs está comprometida por diversos fatores, o que prejudica a eficácia dos resultados dos trabalhos realizados e gera insegurança na sociedade”.

Em seu desabafo, o parlamentar acreano lembrou que até autoridades acreanas de Segurança reconheceram que o crime está vencendo o Estado, o que exige uma tomada de posição muito mais enérgica e decisiva de “combate sem tréguas à criminalidade e seus males”. E acrescentou ainda que nem a recente chegada de novas viaturas ao Estado e a incorporação de novos contingentes tanto na PM quanto na Civil conseguiram aliviar os índices de criminalidade. “Estamos diante de uma falha crucial nas corporações que precisa ser revista e corrigida urgentemente”. O parlamentar foi responsável pela elaboração de um requerimento junto ao Ministério da Justiça solicitando o envio de um contingente da Força Nacional para o combate ao crime, especialmente nas regiões de fronteira.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation