Nível de abstenção acreana no Enem deve seguir a média nacional de 40%

Os números oficiais ainda estão sendo contabilizados, mas a 1ª estimativa da Secretaria de Educação apontam que a média dos alunos do Acre que se inscreveram no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e não compareceram no dia da prova, domingo (6), deve seguir o nível nacional de quase 40% de abstenção ou até mesmo superá-lo. Esta é a avaliação feita pelo diretor de Ensino da SEE, Josenir Calixto, com base no acompanhamento realizado pela Secretaria nos municípios do Estado durante a prova e em alguns fatores que incidem sobre a presença dos jovens.

Ao todo, foram aproximadamente 4,1 milhões de estudantes inscritos no Enem. No Acre, foram 13 mil inscrições. Com a perspectiva de 40%, estima-se que o número de acreanos que tenham faltado seja de 5,2 a 7 mil estudantes. De acordo com Josenir Calixto, esta é uma média comum entre os estados do Norte, que sempre ficam acima do nível nacional. “A nossa região acaba com alto número de faltas no Enem por conta das dificuldades que a população enfrenta. Esses problemas vão desde os fatores climáticos, sócio-econômicos, culturais até os educacionais”, completa Josenir Calixto.

Segundo ele, no Acre, em particular, o estímulo para o Enem ainda é baixo pela não aceitação no ingresso à Ufac. “Aqui, o interesse dos alunos em fazê-lo é restrito a uma vaga pelo Pró-Uni e aqueles que querem ingressar em uma federal de outro estado”, explica. Outros pontos que também pesaram às faltas no Enem foram às chuvas e equívocos na hora e local das provas.

“Apesar de todo o trabalho realizado pelo MEC, houve algumas confusões na hora do exame e isso desestimula ainda mais o aluno. Algumas das salas de aula em que visitei havia apenas uns 15 estudantes.

 Nesse sentido, é de se esperar que a média de abstenção estadual possa ser até um pouco superior em relação à nacional. E isso é uma pena porque, além da entrada em faculdades, o Enem também serve à própria auto-avaliação do aluno e como indicativo de políticas públicas voltadas à Educação. Por conta disso, é provável que o MEC avalie bem o que gerou este alto índice de abstenção e amplie ainda mais a mobilização à prova nas próximas edições”, finaliza Josenir.

 Confira gabarito oficial do primeiro dia de provas no site do Inep

Confira gabarito oficial do segundo dia de provas no site do Inep

Assuntos desta notícia


Join the Conversation