Gazetinhas 17/01/2010

* Confirmada a patranha ou sacanagem:

* em e-mail à coluninha, Alberto Fernandes Rodrigues, técnico da Eletronorte há 30 anos, explica que o Acre vem sendo castigado por ‘apagões’ por boicote ou birra do governador de Rondônia, Ivo Cassol.

* Explicando: o segundo ‘linhão’, que evitaria os constantes blecautes, ainda não foi construído porque o Instituto do Meio Ambiente de Rondônia não concedeu a licença ambiental.

* E não concedeu, porque o governador Ivo Cassol exige que sejam aprovadas as construções de 12 pequenas hidrelétricas no interior de Rondônia.

* E sabe, leitor, quem é o dono dessas hidrelétricas?

* As empresas ou grupo do governador Ivo Cassol.

* Resultado: enquanto não se resolver essa patranha, segundo Alberto Fernandes, o Acre continuará “pendurado no linhão” e sujeito a sofrer mais ‘apagões’.

* A menos que o governo e a classe política do Acre, sobretudo a bancada federal, tirem esta questão a limpo e exijam respeito do Governo Federal.

* Outra sugestão para a bancada ou membros da bancada federal:

* colocar emendas no Orçamento para a construção de um grande museu aqui no Estado.

* Como se viu na bela matéria do filhão Tiago, publicada ontem neste matutino, o Acre já reúne um dos maiores acervos de fósseis da Amazônia.

* O departamento de Paleontologia da Ufac já não está conseguindo acomodar e preservar tantas raridades, como o Purussaurus, o Mourassuchus, a Stupendemys e outros.

* Só na construção da BR-364 para Cruzeiro do Sul foram encontrados mais de 800 ossadas.

* A construção de um grande museu em local de fácil acesso para a visitação – pode ser mesmo no campus – com certeza atrairia turistas e cientistas.

* Como acontece com os museus no mundo inteiro.

* Além, claro, do valor histórico desse acervo para pesquisas dos estudantes.

* O telefone toca. É um leitor da coluneta querendo saber se a polícia já identificou e prendeu a ‘gangue da baladeira’ ou do estilingue?

* Rio Branco parecia Londres na madrugada de ontem.

* Depois do chuveiro, uma densa neblina cobriu a cidade.

* Parecia a fog londrina.

* Mas só parecia.

* Não se sabe se por conta da neblina ou imprudência dos motoristas a bruxa estava solta.

* Vários acidentes foram registrados. Alguns graves.

* Fenômeno estranho ontem aqui nos altos deste matutino: de repente, as lajotas do piso começaram a descolar.

* Huummm.

* Lhé está amando.

* A solidariedade deste matutino à família da defensora Maria da Conceição Castelo Branco Coelho, a Nenê, que morreu ontem em Goiânia.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation