Pular para o conteúdo

Gazetinhas 20/01/2010

* Muitos pacientes reclamando da UPA Tucumã e 2º Distrito.

* As unidades ficam tão lotadas de gente que muitos aguardam atendimento deitados no chão.

* Além da grande demanda, o que piora a situação é a falta de médicos.

* Um problema que não vem de hoje e que precisa ser solu-cionado, principalmente, em tempos de dengue.

* Como se não bastasse, dez médicos do Acre devem seguir esta semana para o Haiti, para ajudar as vítimas do terremoto.

* É uma atitude muito solidária, bacana, não se questiona isso. Mas enquanto a população sofrer com a falta de médicos não podemos nos dar ao luxo de dispensar dez deles.

* Principalmente do Samu.

* Por falar em Haiti, Diocese de Rio Branco entrou na campanha para também ajudar as vítimas do tremor. Quem tiver interesse em ajudar pode enviar doa-ções à sede da Diocese, no Centro da Capital.

* O telefone toca, é o Lhé. Membro da Confraria da Revolução Acreana, ele convida para Missa em celebração aos 107 anos do fim da Revolução,  no próximo domingo, dia 24, às 19 horas na Catedral.

* E acrescenta que todo dinheiro arrecadado nas missas será destinado às vítimas do Haiti. Segundo ele, até a Palestina está ajudando o país.

* Acusados de assassinar o professor Marcos Soares voltam a ser ouvidos na próxima sexta-feira, 22.

* Morto a golpes de facão e enterrado no quintal da própria casa, o assassinato chocou o Estado pela barbaridade e frieza.

* Espera-se nada além da justiça aos culpados.

*A propósito da Justiça, muita gente estranhou encontrar circulando pelas ruas, a serviço e com porte de arma, o sargento acusado de matar um ferir outro durante uma bebedeira na rodovia AC-40.

* Sabemos que não é ilegal, mas é no mínimo estranho, já que o caso ainda não foi julgado. Nesse sentido, espera-se o bom senso.

* Nada contra a ampliação da rede de distribuição de água na cidade, a qual prevê investimentos de mais de R$ 55 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC.

* Mas a buraqueira que tem ficado nas ruas, por onde o serviço é feito, não é brincadeira. Alguns lugares se transformaram em verdadeiros ramais. Aí, não é legal.

* Enquanto em Rio Branco a cesta básica alimentar sofreu inflação de 0,71%, em Cruzeiro do Sul, devido à interrupção do tráfego pela BR-364, houve um aumento de 20,7% desde outubro.

* Só o tomate registrou alta de 55%. Aí meu caro, não tem bolso que agüente.

 * Interina: Geisy Negreiros.