Pular para o conteúdo

Matança de ‘Porco do Mato’ em Santa Rosa

Santa Rosa do Purus/AC –  Parece inacreditável, mas na última sexta-feira, 29, por volta do meio-dia, um bando de queixada, também chamado de ‘Porco do Mato’ ou ‘Porco Selvagem’, foi completamente dizimado por populares a tiros de espingarda [calibre 12], pauladas, facões, e até golpes de martelo. Mais de 150 animais tentavam atravessar o Rio Purus, quando foram cercados pela população armada que, sem se incomodar, agiu livremente contra os animais silvestres. A nado e em canoas a população abatia os animais e os arrastava até à beira do rio.

Santa Rosa está localizada no meio da floresta [centro do Acre], às margens do Purus, e faz fronteira com a Vila Esperanza, no Peru. O tempo de vôo em bimotor de Rio Branco até o município é de 1h15min.

Durante a matança de uma centena e meia de queixada, nenhuma autoridade local interveio para impedir o crime ambiental. Na cidade, o número de po-liciais são escassos. A PM tem três homens e a Polícia Federal apenas um agente para dar conta da demanda na região. O prefeito Zé Brasil [PT], segundo a reportagem apurou, está em via-gem, provavelmente para a Capital ou o município de Sena Madureira.

Consultada, uma autoridade em Rio Branco disse ao oestado acre.com que a responsabilidade por esse crime ambiental em Santa Rosa do Purus tem que ser debitada na conta de três entes: município, Ibama [gov. federal] e Imac [gov. estadual]. (Sandra Brito, de SRP,  estadoacre.com)