‘Floresta Digital’: Binho lança maior programa de inclusão digital da região

AAAAAAADIGITAL
Lançado ontem pelo governador Binho Marques, o programa ‘Florestal Digital’ tem a meta de cobrir o perímetro urbano dos 22 municípios acreanos com pontos de livre acesso à internet. De acordo com o governo, a iniciativa do Acre é a primeira do país em garantir conexão livre em locais públicos.

Além desta democratização no acesso à rede mundial de computadores, o Floresta Digital interligará os serviços básicos do governo. Delegacias, postos de saúde e hospitais poderão trocar informações entre si. “Isso possibilitará a prestação de um serviço mais ágil e de qualidade para a população”, diz Binho. O governo, afirma o chefe do Palácio Rio Branco, ficará mais barato, rápido e transparente.

Para o governador, os jovens serão os que mais vão poder explorar as possibilidades oferecidas pela internet. Como exemplo, ele citou a oportunidade de um estudante de Jordão, um dos municípios no coração da Amazônia, realizar um curso supe-rior em faculdades de renome do país, como a Universidade de Brasília. “Isso era impossível de imaginar, mas agora é”.

Outra oportunidade oferecida pelo acesso irrestrito à internet é a de o jovem montar seu próprio negócio. Ao criar um site, ele terá a possibilidade de vender os produtos da floresta para todo o mundo. Com os países de olho na Amazônia, essa torna-se uma ótima chance para jovens empreendedores crescerem por meio da rede de acesso.

“Nós não conseguimos ter uma idéia exata do que vai acontecer. Qualquer coisa que imaginemos é pouco diante das possibilidades que o Floresta Digital pode oferecer”, prevê Binho. Logo após o lançamento do programa, já surgiram algumas reclamações. Dificuldade de acesso e não alcance do sinal foram as principais queixas dos usuários em blogs e no Twitter.

De acordo com o Binho Marques, os problemas vão existir nesse primeiro ano do Floresta Digital, quando o programa passará por aperfeiçoa-mentos. No Centro da cidade, o sinal está disponível em áreas de grande movimentação, como a Biblioteca Pública, Palácio das Secretarias e Mercado Novo. Várias praças pelos bairros da cidade também contam com o Floresta Digital, além da maioria dos órgãos públicos. O valor do programa é de R$ 30 milhões.

Governo compra 9 mil netbooks para escolas públicas
Ainda na manhã de ontem, o governador Binho Marques assinou o decreto que cria o Floresta Digital na Escola. Com este outro programa, o governo irá distribuir nove mil netbooks (computadores portáteis de menor porte) aos alunos do terceiro ano do Ensino Médio da rede pública estadual. A entrega está prevista para o primeiro semestre deste ano.

“Este programa tem papel fundamental porque a educação precisa trabalhar com novas tecnologias e se inserir nesse universo. Alunos e professores podem agora ampliar seus conhecimentos”, disse a secretária Maria Corrêa (Educação). Os netbooks serão repassados aos estudantes por meio de um termo de cessão. A proposta é que os computadores continuem com os alunos caso sejam aprovados no vestibular. 

Com Floresta Digital, empreendedores terão acesso a cursos do Sebrae

O projeto Floresta Digital também será de grande importância para os micro e pequenos empresários dos municípios acreanos. O acesso virtual vai levar o Sebrae a estas localidades onde ainda não existe uma estrutura física da instituição, através de seu portal www.sebrae.com.br, que abriga vários conteúdos de interesse do segmento das pequenas empresas, inclusive com a possibilidade de fazer consultoria e cursos on-line gratuitamente. (Com assessoria Sebrae) 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation