Para o Andirá é tudo ou nada contra a Adesg

“Agora para nós não resta outra alternativa se não for vencer”, disse o técnico do Andirá EC, Marcelo Lopes, com duas derrotas na competição e dividindo a última posição com a AD Vasco da Gama. O Morcego enfrenta a Associação Desportiva de Senador Guiomard – Adesg – no estádio Nabor Júnior, a partir das 16h30 deste domingo.

Quando indagado sobre mudanças que poderia efetivar, Marcelo frisou: “apenas mexemos no emocional, a base será a mesma do último jogo (contra o Juventus)”. Segundo ele próprio, no treino de apronto, no campo do Calafate, na última sexta-feira, fez um trabalho variando entre o 4-3-3 e o 4-4-2. “Tentamos ser cautelosos contra o Juventus, agora é diferente, pois precisamos pontuar”, afirmou.

Durante a preletiva, o técnico cobrou dos jogadores mais “companheirismo” dentro de campo. “Perdemos várias oportunidades porque não se tocava para o companheiro”, avalia, ressaltando também sobre caprichar mais na finalização. “E também o fato que temos que tomar cuidado com a arbitragem, afinal por sermos time pequeno, a tendência é sempre para o outro lado”, reclamou sobre algumas jogadas na derrota.

Adesg – Os jogadores da Adesg, que chegaram a ameaçar não entrar em campo, tiveram uma conversa com o presidente na noite da última sexta-feira, onde foi firmado o compromisso de normalizar tudo, inclusive refeições e o hotel. “Vamos esperar os próximos dias para ver o que vai dar”, disse o jogador.
Arbitragem – Adesg x Andirá, jogam no Naborzão, às 16h30, em Senador Guiomard. O árbitro principal será Josimar Almeida, auxiliado por Charles Antônio e Edmundo Lira. O 4º árbitro é José Lima.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation