Brasileiro é executado em Cobija com quatro tiros no rosto

Por volta das 22h30 de ontem, 5, a Policia boliviana Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC), de Cobija, capital de Pando/Bolívia, foi acionada para investigar um suposto assassinato na parte alta da cidade.

brasileiro_bolivia

Ao chegarem no local, uma rua de barro próximo ao aeroporto da cidade, depararam com um carro modelo WV Golf, placas de Cruzeiro do Sul, JWT 6314, cor preta. Dentro havia um homem sangrando já sem vida com marcas de perfuração de tiros.

A vítima identificada, o técnico de som automotivo, André Carlos da Silva (30), foi assassinado com quatro tiros de grosso calibre, supostamente uma pistola automática 9mm, que foram disparados a queima roupa pelo lado direito do rosto.

No assassinato foi constatado que, quem atirou contra André estava ao seu lado na cadeira do carona. Todos os projeteis transpassaram pela boca e pescoço, saíram pela janela do carro perfurando o vidro.

O jornal on-line oaltoacre.com teve acesso ao corpo no momento em que os médicos forenses verificavam o corpo para em seguida ser entregue aos familiares. As marcas mostram que dois tiros acertaram a boca e os restantes no pescoço, constatando que a arma praticamente foi encostada antes de ser disparada.

Agentes da Polícia Federal foram à Cobija para colher dados, já que se trava de um cidadão de nacionalidade brasileira. O caso está sendo acompanhado pelo Cel. Antonio Catacora Belmonte, Diretor da FELLC no estado de Pando e seus comandados.

Até o momento, nenhuma pista foi encontrada da pessoa que matou André e qual o motivo que levou a tirar sua vida. Os pais da vítima, parentes e namorada, estavam no lado boliviano aguardando a liberação do corpo para ser velado em Brasiléia. “Andrezinho” não tinha inimigos declarados, era tido como uma pessoa calma e deixa dois filhos menores órfãos. (Oaltoacre)

brasileiro_bolivia_2 brasileiro_bolivia_3 brasileiro_bolivia_4

Assuntos desta notícia


Join the Conversation