Ministro Félix Fischer absolve Nilson Areal no Caso do Cheque

nilson_areal_2

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)), Félix Fischer, acatou o recurso do prefeito cassado de Sena Madureira, Nílson Areal (PR), na tarde desta quinta-feira 18, no caso do cheque.

As informações são extra-oficiais, visto que ainda não foram publicadas no site oficial do TSE nem do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Nas eleições de 2008, a oposição de Sena Madureira encontrou um cheque pré-datado da Câmara de Vereadores, da qual o vice-prefeito cassado Jairo Cassiano era presidente.

Os oposicionistas desconfiaram do cheque pelo fato de estar circulando no comércio de Sena Madureira para o aluguel de um comitê eleitoral somente com a assinatura de Cassiano, na época candidato a vice-prefeito na chapa de Areal.

A juíza eleitoral de Sena Madureira, Thais Borges Khalil, arquivou o processo, entretanto o TRE a aceitou a denúncia e cassou Areal e Cassiano por unanimidade.

A Coligação por uma Sena Melhor, que nas eleições de 2008 era encabeçada pela ex-prefeita Toinha Vieira, deve interpor recurso para rever a decisão do ministro e levar a o processo para votação no pleno do TSE.

Em fevereiro, Fischer também acatou recurso da defesa de Areal no processo que o prefeito é acusado de compra de votos.

O ministro alegou que não havia provas suficientes que incriminassem Areal. Os advogados de Toinha Vieira recorreram da decisão e aguardam respostas. (Agência Contilnet)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation