Suspeita de “mensalão” acirra debate entre DEM e o PT

O democrata N.Lima voltou a alfinetar o governo do PT na sessão de ontem, 16, da Assembléia Legislativa (Aleac), levantando a suspeita da existência de um esquema de “mensalão” no Acre nos mesmos moldes do registrado em âmbito nacional. O parlamentar não protocolou nenhum pedido de investigação, mas pediu da tribuna da Casa que o Ministério Público fique atento às ramificações do esquema no Estado.N-LIMA
“Se o PT nacional está atolado até o pescoço com essa prática ilegal, o Partido dos Trabalhadores Rrgional está mais ainda”, disse.

O líder do PT na Aleac, deputado Ney Amorim, não deixou por menos as declarações do democrata. “O DEM tem que se envergonhar, até porque não é o partido mais adequado para falar do PT”, rebateu, se referindo ao recente escândalo do DEM em Brasília, que resultou, inclusive, com a prisão do governador José Roberto Arruda.

De acordo com Ney Amorim, o esquema de corrupção do DEM é o maior que o país já registrou desde o governo FHC. “O PT acreano está tranqüilo em relação às declarações do deputado, até porque esse tipo de prática não acontece no nosso governo”, concluiu.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation