Tião consegue compromisso para implantar Veículo Leve em Rio Branco

O senador Tião Viana conseguiu o compromisso do Governo Federal de incluir na segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), a ser anunciada na próxima segunda-feira pelo presidente Lula, duas importantes obras que irão ampliar a infra-estrutura urbana e melhorar ainda mais a qualidade de vida da população de Rio Branco.
VTL
Trata-se da implantação de um Veículo Leve sobre Trilho (VLT) – espécie de metrô de superfície, que já vem funcionando com sucesso nas modernas cidades do mundo – e da construção de mais terminais e mais corredores de ônibus, que visam melhorar o tráfego de veículos nas áreas urbanas, principalmente no Centro da cidade.

Segundo informou o secretário de Planejamento do Estado, Gilberto Siqueira, o senador Tião Viana e o prefeito Raimundo Angelim estiveram na Casa Civil da presidência para defender as obras de interesse do Acre na segunda fase do PAC, o programa prioritário de investimento em execução pelo Governo Federal. No governo Binho Marques, entre outras obras, o PAC vem financiando a conclusão da pavimentação da BR-364, entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Além do VLT e dos novos terminais e corredores de ônibus, o Acre irá se beneficiar diretamente de outra grande obra de infra-estrutura dentro do PAC-2, que é a Ferrovia Leste-Oeste, integrante do projeto da Ferrovia Transcontinental, idealizada para consolidar o transporte de passageiros e cargas do Leste ao Oeste da América do Sul.

Também defendida pelo senador Tião Viana, a Ferrovia Leste-Oeste vai ligar o litoral do Rio de Janeiro à localidade de Boqueirão da Esperança, situada na fronteira entre Cruzeiro do Sul e o Peru, onde também deve finalizar a Rodovia BR-364, que liga Rio Branco à capital do Juruá.

O prefeito Raimundo Angelim considera as duas obras conseguidas pelo senador Tião Viana de grande importância para a modernidade da Capital acreana, que precisa desafogar ainda mais o trânsito de veículos em suas ruas do Centro, oferecendo transporte de maior rapidez, comodidade e segurança para a sua população. 

O secretário Gilberto Siqueira informou que o projeto do VLT de Rio Branco está estimado em R$ 123 milhões e os novos terminais e corredores de ônibus devem custar algo em torno de R$ 40 milhões. Siqueira lembrou que tanto o VLT quanto os novos terminais e corredores de ônibus são obras necessárias para a modernização da Capital acreana, de acordo com estudos que foram executados recentemente pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a pedido da prefeitura de Rio Branco.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation