Professores licenciados discutem em assembléia geral possibilidade de paralisação para hoje

Uma assembléia geral às 17 horas de hoje, 9, no auditório do Colégio Acreano vai discutir a possibilidade da Educação estadual entrar ou não em greve nos próximos dias. A possibilidade de radicalização deve-se ao Governo do Estado, que em reunião com a diretoria do Sindicato dos Professores Licenciados do Estado do Acre (Sinplac) negou-se a oferecer reajuste para a categoria que já acumula perdas salariais há dois anos.

A decisão está nas mãos da categoria, que ao longo desta semana recebeu em seus locais de trabalho a visita da diretoria do seu legítimo representante sindical, o Sinplac. Muitos professores demonstram surpresa com a repentina falta de sensibilidade do governo, uma vez que a educação é considerada prioridade pelo atual governador.

“Tivemos legitimidade da categoria e também do governo para fazer esse diálogo, fomos bem recebidos, mas na hora da discussão andar o governo simplesmente não apresentou proposta alguma. Afirmou que não podia oferecer reajuste e ficou por isso mesmo. Agora está nas mãos da categoria, que vai decidir em assembléia como pretende encaminhar esta situação que pra mim parece um indício claro de desrespeito com uma área tão importante que é educar pessoas para a vida”, desabafa a combativa presidente do Sinplac, Alcilene Gurgel.

Na manhã de hoje o Sinplac receberá a imprensa para informar detalhes da negocia-ção com o pessoal do governo e ressaltar os sacrifícios com que os professores exercem suas funções com salá-rios desvalorizados. O resultado da assembléia geral sai ainda hoje. (Assessoria)

Trabalhadores da Eletroacre e Eletronorte também vão parar
Outra categoria que já anunciou uma paralisação para a próxima segunda-feira, 12, é a do setor elétrico. Os trabalhadores da Eletroacre e Eletronorte acompanham o movimento nacional, em resposta à Eletrobrás que se recusa em negociar o Plano de Cargos e Remuneração dos empregados.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation