Governo do Estado inicia detalhamento do Acre no PAC-2

O senador Tião Viana (PT-AC) está fazendo a ponte para que o Governo do Acre seja um dos primeiros a tratar no Palácio do Planalto das ações previstas para o Estado no PAC-2 (Programa de Aceleração do Crescimento), lançado em março passado pelo presidente Lula como plano de desenvolvimento do país para os próximos quatro anos.
Tiao-viana-2904
A participação do Acre no PAC-2 foi tratada ontem em reunião entre Tião Viana e o secretário de Planejamento do Estado, Gilberto Siqueira, que mostrou ao senador os seis eixos definidos pelo governo Binho Marques para o desenvolvimento sustentável do Estado nos próximos anos.

Segundo Gilberto Siqueira, os eixos de desenvolvimento do Acre vão passar por ações de programas que terão como temas Cidade Melhor, Comunidade Cidadã, Minha Casa Minha Vida, Água e Luz para Todos, Transportes e Energia. “Estamos definindo o que vamos apresentar nos seis eixos em termos de infra-estrutura para o Acre dentro do PAC-2 para os anos de 2011 a 2014”, assinalou o secretário de Planejamento.

Gilberto Siqueira informou que sua pasta está detalhando todas as ações previstas nos seis eixos de desenvolvimento, que serão todas apresentadas nos próximos dias ao governador Binho Marques, que será chamado ao Palácio do Planalto para definir a participação do Acre no PAC-2 do Governo Federal.

Além de tratar dos futuros eixos do desenvolvimento acreano, o secretário Gilberto Siqueira solicitou o apoio do senador Tião Viana para definir, no projeto de suplementação de verbas do governo em análise no Congresso, recursos para custear obras de construção e restauração que serão executadas este ano na rodovia BR-364.

O senador e o secretário de Planejamento também trataram do debate que será travado em Rio Branco, no próximo dia 17 de maio, pela direção nacional do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) e o governo acreano com relação à construção da Ferrovia Transcontinental. No Acre, essa ferrovia será uma extensão da Ferrovia Leste-Oeste rumo à localidade de Boqueirão da Esperança, na fronteira do Vale do Juruá acreano com o Peru. A Ferrovia Transcontinental começará no Rio de Janeiro e terminará nos portos peruanos do Oceano Pacífico, passando por toda a extensão do Acre, de Rio Branco até Cruzeiro do Sul.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation